Digite o nome do autor do mesmo jeito que aparece no perfil. Será mostrado tudo que o autor participa.


Icon Icon Icon Icon




A Devil For Me. - Capítulo Mais um dia de trabalho. [+16] por sakymichaelis Ter 29 Out 2013 - 19:57



Cavaleiros do zodíaco-batalha final - Capítulo Prólogo [+13] por VITOR/OTAKU 305 Sab 26 Out 2013 - 17:51



Mid - Demons - Capítulo Prólogo [+16] por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:48



[Me candidato à Beta Reader] Lara_  por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:32



[Me candidato à Beta Reader] Aline Carvalho  por Aline Carvalho Qui 24 Out 2013 - 17:39



Ver tudo





Nós estamos no ar desde
Sab 16 Mar 2013 - 11:57!


Capítulos postados: 479

Comentários postados: 973

Usuários registrados: 491



O último usuário registrado foi:
sayuri234

Parceiros




Compartilhe | 
 

  Sombrio Como a Noite. - Capítulo 10 [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
MensagemAutor
13072013
Mensagem Sombrio Como a Noite. - Capítulo 10 [+16]

Clique aqui para ver todos os capítulos desta história!

[img][/img]

Tema do Desenho / Quadrinho:
Batman.

Gêneros:
Ação, Amizade, Aventura, Mistério, Romance, Suspense, Tragédia,

Clique aqui para ver as Informações Iniciais:
 


Um Encontro Desastroso.

No dia seguinte, Ricky havia acabado de levantar, era fim de semana então ele não teria aula, ele tomou seu café normalmente, quando estava indo para a Batcaverna sua mãe o parou.

—Para onde você vai Ricky? –Barbara perguntou de forma firme e séria.

—Vou sair, dar uma volta pela cidade, nada de mais mãe. –Ricky disse tentando evitar Barbara.

—Não me faça de idiota Richard, tem um mês que você está fazendo isso, fica na rua até tarde, volta de madrugada e está sempre machucado, isso me deixa preocupada! –Barbara exclamou com imponência.

—Olha, é difícil de explicar mãe, mas eu te garanto que eu só vou dar uma volta, eu vou voltar não se preocupe tá bem. –Ricky disse se ajoelhando e pegando a mão de Barbara.

—Seja lá o que você tem feito, apenas tome cuidado tá. –Barbara pediu quase chorando no ombro de seu filho.

—Tudo bem eu prometo que tomo cuidado. –Ricky disse dando um beijo na bochecha de Barbara.

Ricky foi até a Batcaverna, Bruce como sempre estava vendo as notícias de Gotham.

—Cadê o Tim não vi ele a manhã toda? –Ricky perguntou.

—Ele está nas Indústrias Wayne, já que o Damiam está fora da cidade, o Jason está em Bialya, ele é meu único herdeiro agora, e meu representante na presidência das empresas. –Bruce explicou sem tirar os olhos da tela.

—Não gosto disso Bruce. –Ricky disse se desviando da conversa. —Já faz um mês que eu sou o Asa Noturna, eu já escondi isso da minha mãe por muito tempo, e ela fica cada vez mais preocupada a cada noite que eu passo fora.

—A Barbara te ama, ela é sua mãe, mas se ela descobrir que você é o Asa Noturna não vai deixar você continuar a fazer o que faz. –Bruce explicou se virando para Ricky. —Eu nunca quis um parceiro, quando Dick se tornou o Robin eu quis que ele parasse, mas foi à escolha dele, agora você terá que fazer a sua.

—Eu sei. –Ricky disse com peso na voz. —Eu vou para Bludhaven.

—Vai ver a garota de novo? –Bruce perguntou sério.

—Por que não confia nela? Por ela ser a filha do Coringa? –Ricky perguntou sem olhara para Bruce.

—Só quero ter certeza de que não terei que salvar sua pele quando alguma coisa acontecer. –Bruce disse de forma fria como sempre.

Ricky não disse nada, apenas subiu em sua moto e saiu pelo hangar da Batcaverna. Ele foi direto para o apartamento onde Piadista estava em Bludhaven, quando entrou no lugar ela estava dormindo no sofá, e a televisão estava ligada.

—Se divertiu hoje. –Ricky perguntou para ela em voz alta.

A garota de um pulo quando acordou.


—Que grosseiro, não pode entrar na casa dos outros desse jeito. –Piadista reclamou esfregando seus olhos. —Além disso, como você entrou?

—Eu tenho as chaves também. –Ricky disse mostrando a chave presa a uma corrente.

—Gostei dos óculos escuros, são para que? –Piadista perguntou rindo.

—Não me leve a mal, mas eu prefiro manter minha identidade em segredo. –Ricky respondeu.

—Por mim tudo bem. –Piadista disse se levantando, ela estava usando apenas suas roupas íntimas, então Ricky ficou encabulado ao ver ela daquele jeito.

—Você podia... vestir alguma coisa. –Ricky disse com o rosto corado.

—Perdão. –Ela disse se cobrindo com o cobertor. —Eu já volto.

Ela entrou no quarto, e depois de uns dez minutos voltou com seu uniforme e o sobretudo que usava para esconder sua identidade.

—Acho que você precisa de roupas novas. –Ricky comentou.

—Bem eu não tenho dinheiro, não tenho como comprar nada. –Piadista disse.

—Mas eu tenho, eu te levo para comprar algumas coisas em Gotham. –Ricky sugeriu.

—Claro. –Piadista disse com um largo sorriso no rosto.

—Mas antes eu vou te levar para comer alguma coisa. –Ricky disse pegando a mão dela e indo para fora.

Os dois subiram na moto e foram para Gotham. Primeiro eles tomaram café, depois Ricky levou ela para o shopping de Gotham, eles passaram em várias lojas compraram várias roupas para ela, e depois disso tudo Ricky com sorvete para eles.

—Onde arranjou tanto dinheiro? Você é o que um Wayne? –Piadista perguntou rindo.

—Não, o meu avô me dá um empréstimo às vezes. –Ricky disse entregando o sorvete para ela.

A calmaria é parada quando um ladrão rouba a bolsa de uma mulher e ela dá um grito.

—Segura para mim. –Ricky disse entregando seu sorvete para Piadista.

—Saí da frente moleque. –O bandido disse quando Ricky ficou em seu caminho.

Ricky não disse nada, quando o bandido ficou na sua frente ele acertou um soco na barriga dele, e depois outro soco em seu rosto fazendo o larápio desmaiar, rapidamente um policial chegou ali por causa da confusão e a mulher também.

—Muito obrigada. –Ela disse pegando sua bolsa de volta.

—De nada senhora. –Ricky disse.

—Nada mal rapaz, você é o Batman por acaso. –O oficial disse rindo.

—Não, eu não fico bem de cinza e preto oficial. –Ricky respondeu ajustando seus óculos.

Ricky voltou para Piadista e pegou seu sorvete, a garota ficou olhando estonteada para aquilo.

—Por que fez aquilo? –Piadista perguntou curiosa.

—Porque seu eu não fizesse quem iria fazer, o policial estava muito longe, e o Batman não anda nas ruas pela manhã. –Ricky respondeu. —A única forma de criar paz é enfrentar os criminosos baixos primeiro, depois ir para os maiores.

—Foi assim que você conseguiu controlar o crime em Bludhaven? –Piadista perguntou séria.

—Sim, mas que tal nos concentrar no motivo pelo qual eu fui te encontrar. –Ricky sugeriu, então os dois voltaram para a moto.

Ricky levou Piadista para a Toca, usando sua senha ele conseguiu fazer com que o computador a deixasse entrar. Ele vestiu seu uniforme e foi até o computador.

—O que nós vamos fazer hoje? –Piadista perguntou.

—Vamos procurar pelo Impostor, eu tenho uma série de lugares onde vítimas que sobreviveram disseram ter visto ele, ele provavelmente vai estar com a Devastadora, e ela sabe onde o Exterminador está. –Asa Noturna explicou enquanto via as informações em seu computador.

—Por que você tem essa objeção com o Exterminador? –Ela perguntou.

—Tenho meus motivos, vamos procurar pela área dos prédios abandonados, é um ótimo lugar para esconder coisas da polícia e de outras pessoas, vamos ver se achamos alguma coisa. –Asa Noturna disse virando para ela.

Eles esperaram anoitecer então foram para o lugar marcado, Piadista tinha más lembranças daquele lugar, ela havia passado os últimos três meses vivendo ali, era um pesadelo já que toda a bandidagem de Gotham se escondia naquele lugar. Os dois foram para o alto dos prédios para procurar pelo Impostor.

—Eu estou congelando. –Piadista disse esfregando seus braços por causa do frio.

—Devia pensar em uniforme melhor que esse. –Asa Noturna disse analisando a área com seu computador de pulso.

—Vai dizer que você não gosta do meu visual. –Piadista disse provocando Asa Noturna.

—Claro que gosto, fica ótimo em você, mas acho que não é prático. –Asa Noturna disse com o rosto um pouco vermelho. —Ouviu alguma coisa?

O que Asa Noturna ouviu era o som de três batarangues que estavam indo na direção deles.

—Cuidado. –Asa Noturna alertou desviando todos com seus bastões de escrima.

—De onde veio isso? –Piadista perguntou em voz alta.

Quando olhou para cima, Asa Noturna viu uma figura nas sombras, a figura saltou em sua direção com o punho erguido, quando olhou bem para o ser viu que era o Batman, ele desviou do cavaleiro das trevas que acabou socando o chão e rachando a parte do telhado que tinha socado.

—Batman. –Asa Noturna disse um tanto surpreso em ver o herói ali.

—Asa Noturna, você vai para a cadeia que é o seu lugar!

avatar
Samuel Jr
Escritor(a) Padrão

Mensagens : 26
Popularidade : 1
Data de inscrição : 25/06/2013
Idade : 20
Localização : Botucatu, SP
Respeito às regras : Nenhuma advertência. Após 04 advertências, o usuário será banido.

Escritor especialista em Fantasia

Ver perfil do usuário
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gostou? Então compartilhe: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

Sombrio Como a Noite. - Capítulo 10 [+16] :: Comentários

Nenhum comentário.
 

Sombrio Como a Noite. - Capítulo 10 [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 

Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: ::::::::: PUBLICAÇÃO DE FANFICS [CATEGORIAS] ::::::::: :: DESENHOS / QUADRINHOS-

Site melhor visualizado e operado no Mozilla Firefox ou Google Chrome.
No Internet Explorer você não conseguirá usar muitos recursos especiais.