Digite o nome do autor do mesmo jeito que aparece no perfil. Será mostrado tudo que o autor participa.


Icon Icon Icon Icon




A Devil For Me. - Capítulo Mais um dia de trabalho. [+16] por sakymichaelis Ter 29 Out 2013 - 19:57



Cavaleiros do zodíaco-batalha final - Capítulo Prólogo [+13] por VITOR/OTAKU 305 Sab 26 Out 2013 - 17:51



Mid - Demons - Capítulo Prólogo [+16] por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:48



[Me candidato à Beta Reader] Lara_  por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:32



[Me candidato à Beta Reader] Aline Carvalho  por Aline Carvalho Qui 24 Out 2013 - 17:39



Ver tudo





Nós estamos no ar desde
Sab 16 Mar 2013 - 11:57!


Capítulos postados: 479

Comentários postados: 973

Usuários registrados: 491



O último usuário registrado foi:
sayuri234

Parceiros




Compartilhe | 
 

  A Bruxa Elementar - Capítulo 5 [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
MensagemAutor
13072013
Mensagem A Bruxa Elementar - Capítulo 5 [+16]

Clique aqui para ver todos os capítulos desta história!



Tema do Seriado / Novela:
The Vampire Diaries

Gêneros:
Ação, Aventura, Romance,

Clique aqui para ver as Informações Iniciais:
 



         Alyssa



Saí do estabelecimento estranhamente agitada e não estava em condições de dirigir. Então acabei por caminhar pela rua e achei uma rua estreita entre dois prédios, entrei ali e comecei a andar pra lá e pra cá.
Eu ainda não acredito que achei o dono dos olhos azuis. Ele era belo e provavelmente um bad boy, e eu não queria nenhum bad boy em minha vida, ainda mais sendo um vampiro...
– Olá garota.
Virei abruptamente para a entrada da rua e lá estava ele. Sua voz me era estranhamente familiar.
– Olá vampiro. – respondi cruzando os braços.
Ele franziu a testa surpreso.
– Como sabe? – perguntou se aproximando.
– Lhe interessa? – rebati.
Eu estava olhando ele mais de perto e o vampiro me lembrava àquele que estava caído em minha varanda ontem à noite...
– Você é uma garota corajosa e sabe sobre nós... O que você é? – ele estava a três passos de mim.
– Se ficar nesta distância, talvez eu lhe conte.
Ele parou e ergueu a sobrancelha.
– E o que você fará se eu não obedecer? – perguntou dando um passo.
Estreitei os olhos.
– Teste para ver vampiro. – falei ameaçando-o.
Ele agiu rápido, me pegou pela cintura e me colocou contra a parede, segurando meus braços firmemente.
– E agora? O que irá fazer? – perguntou o vampiro, com o rosto a centímetros do meu e com aqueles olhos azuis intensos encarando-me.
– Isso. – eu comecei a me concentrar na magia de tortura sem pronunciá-la.
O vampiro gritou e começou a contorcer no chão de agonia.
Fazer aquilo com tocou algo em meu peito que acabei parando e ajudando-o a ficar de costas para a parede.
– Eu sinto muito, quando fico sobre pressão me descontrolo, desculpe! – falei um pouco desesperada (mesmo sabendo que ele era um vampiro).
Ele respirou fundo algumas vezes.
– Então você é uma bruxa? – perguntou.
Assenti.
– Descobri do pior jeito. – comentou fazendo uma careta.
– Mas não sou uma bruxa comum, sou uma Bruxa Elementar. – disse orgulhosa.
Ele franziu a testa.
– Bruxa Elementar? Que coisa é essa?
Estreitei meus olhos e fiquei de pé – pois tinha me agachado para ajudá-lo.
– Essa coisa que você está se referindo pode te destruir em um simples pensamento, sabia? – falei irritada.
Ele deu um sorriso debochado.
– Verdade? Só vou acreditar em você quando vê-la fazer com alguém.
Eu fui responder para esse vampiro irritante, mas outro me interrompeu.
– Somos dois, Damon. – disse aquela voz com sotaque estranho.
Olhei para a entrada da rua e vi aquele híbrido desgraçado se aproximar.
– Pensei que havia morrido garota. – observou ele.
– Para seu azar, ainda não. – respondi começando a ficar com uma raiva um tanto homicida.
– Sua coragem pode te matar, sabia? – disse se aproximando.
A sua aura era estranha, misturava vermelho, marrom e cobre... Cobre era a aura dos originais, os primeiros supostos vampiros – é, a linhagem Mikaelson não é a primeira, mas depois eu conto essa história.
Arregalei meus olhos.
– Você é um original?
Ele deu um sorriso de canto.
– Sou, e você o que seria?
Fiquei ereta.
– Sou a terceira em uma linhagem pura de Bruxas Elementares. – falei.
Se minha mãe soubesse que estou cara-a-cara com um original, ela me trancaria no porão e selaria para que eu não saísse mais de lá.
Ele me olhou como se me cobiçasse.
– Uma peça rara em nosso mundo, e uma que nunca havia ouvido falar... – ele começa a andar em volta de mim. – Qual seu nome, querida?
Ele tinha uma voz sedosa quando queria, e aquele sotaque... Pés no chão Alyssa!
– Sou Alyssa Petrovhisky – falei. – E você?
Ele parou em minha frente e se apresentou:
– Sou Klaus.
Klaus... Belo nome para um belo híbrido.
PARE ALYSSA!
– Infelizmente não poderei dizer que é um prazer. – disse concentrando-me em minha raiva.
Ele sorriu.
– Irritadiça... Você me encanta a cada momento. – falou ficando a centímetros de mim.
Sorri perversamente.
– E você se aproximou demais. – sussurrei.
Ele foi para me segurar, mas consegui afastar seu braço e enfiar minha mão em seu peito, segurando seu coração.
– Alyssa, não faça isso! – disse o vampiro se levantando e se aproximando. – Várias vidas serão destruídas se você o matar!
Cerquei a mim e a Klaus com um escudo impenetrável para que ele não me impedisse.
Klaus me olhava surpreso.
Sorri ainda mais.
– A minha coragem é medida por minhas habilidades, e essa é somente uma delas. – falei encarando aqueles olhos verdes. – Mas como você deve ter criado vários híbridos por aí que não queriam isto para si, então vou poupar-lhe desta vez.
Tirei minha mão e Klaus caiu no chão.
– Você é perigosa. – observou o vampiro, que se recostou na parede.
Klaus havia dito seu nome, qual era... Era... Damon?
Olhei curiosa para o vampiro.
– Por acaso seu nome é Damon Salvatore? – perguntei.
Ele me olhou desconfiado.
– Por que quer saber? – retrucou.
Só tinha um jeito de saber.
– Olhe para mim. – pedi, colocando minhas mãos nas costas para ele não desconfiar de algo.
Ele olhou e eu falei:
– Lembre-se.
Vi ele ser atingido por uma onda de lembranças e notei o reconhecimento em seu olhar. Era ele... Droga!
– A garota que mora perto de minha casa. – disse baixinho. – Quem era aquele que apagou minhas lembranças?
– Não irei contar, ele é fascinado por sigilo. – falei sorrindo. – Obrigada por ter me ajudado Damon, embora não precisasse tê-lo feito.
Ele suspirou dramaticamente.
– Ultimamente eu virei o herói... – falou pensativo. – E como assim não precisava tê-lo feito? Você é humana.
– Existem coisas sobre mim que você não precisa saber. – falei e me virei para Klaus. – E você, tente aprender a não ser tão... Sei lá... Mau, ok?
Klaus encostou suas costas na parede do beco e me encarou.
– Não sou mau, sou prático. – disse um tanto irritado.
Levantei as mãos em rendição.
– Tudo bem, só pense um pouquinho sobre isso. – falei indo para a entrada do beco. – Tchau meninos.
– Alyssa. – chamou-me Damon.
Olhei por cima do ombro.
– Você encena maravilhosamente bem.
Franzi a testa confusa.
– Como?
Ele suspirou.
– Não tenho ideia de como sei, só achei que deveria comentar.
Agora prestando atenção em suas palavras, eu senti algo estranho quando o torturei... Sacudi a cabeça.
– Sua imaginação é fértil demais Damon.
Ele me olhou estranhamente e senti algo emanando dele: interesse, fascinação e uma pitada de... Desejo?
Virei para a entrada do beco e saí dali o mais rápido possível, não sabia o que estava acontecendo comigo e nem sabia como havia conseguido distinguir o que o vampiro estava sentindo, mas era melhor eu me manter afastada tanto de Damon quanto de Klaus.





Damon





Eu senti seus sentimentos.
Ok, sei que é impossível, mas eu senti.
Senti o desespero quando ela me ajudou a levantar do chão depois de me torturar, a raiva homicida quando viu Klaus, o efeito que teve a voz dele nela...
E agora senti a sua surpresa pelo meu comentário e seu receio com relação a mim.
O que será que está acontecendo? E o que é isso que sinto com relação a ela?
Pelo amor de Deus, eu tenho a Elena! – mesmo ela estando um pouco mudada, ainda a tenho.
Klaus estava me encarando enquanto eu pensava sobre o assunto.
– O que? Perdeu algo aqui? – perguntei me alongando.
– O que você tem a ver com ela? – perguntou, ficando estranhamente irritado.
Franzi a testa.
– Eu? Nada! – falei. – Ontem foi a primeira vez que a vi, acredite.
Ele continuou a me olhar.
Suspirei.
– O que está pensando Klaus?
– Estou pensando que você tem uma ligação com a nossa nova vizinha, mas não sei como exatamente. – falou pensativo. – Acho que terei que fazer algo para descobrir.
Ergui a sobrancelha.
– Como o que? Me torturar? – perguntei sarcástico.
Ele não respondeu, apenas veio e quebrou meu pescoço sem que eu pudesse impedir.





Klaus





Ele tinha algo a ver com Alyssa, eu tinha certeza, mas eu sabia que ele estava falando a verdade.
Só que eu vi os olhares que eles trocaram e a energia estranha que rondava os dois, embora eles não tivessem notado. Eles tinham uma ligação, uma coisa além do sangue, uma coisa... Mágica.
Ok, ok... Isso foi muito meloso de minha parte, mas infelizmente era a realidade, Alyssa e Damon tinham uma ligação, isso era visível para qualquer um que visse os dois próximos um do outro. E eu iria descobrir que ligação era essa.
Qual a minha ideia?
Simples: quebrei o pescoço de Damon e estou levando-o para a mansão, vou prendê-lo com cordas cheias de verbena e ver no que vai dar.
Acho que dois dias será o suficiente para testar e, se não tiver nenhuma ligação entre ambos... Bem, decido isso depois.

avatar
djessica.millage


Mensagens : 9
Popularidade : 0
Data de inscrição : 05/04/2013
Idade : 21
Localização : Gravataí, RS
Respeito às regras : Nenhuma advertência. Após 04 advertências, o usuário será banido.


Ver perfil do usuário
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gostou? Então compartilhe: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

A Bruxa Elementar - Capítulo 5 [+16] :: Comentários

Nenhum comentário.
 

A Bruxa Elementar - Capítulo 5 [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 

Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: ::::::::: PUBLICAÇÃO DE FANFICS [CATEGORIAS] ::::::::: :: SERIADOS / NOVELAS-

Site melhor visualizado e operado no Mozilla Firefox ou Google Chrome.
No Internet Explorer você não conseguirá usar muitos recursos especiais.