Digite o nome do autor do mesmo jeito que aparece no perfil. Será mostrado tudo que o autor participa.


Icon Icon Icon Icon




A Devil For Me. - Capítulo Mais um dia de trabalho. [+16] por sakymichaelis Ter 29 Out 2013 - 19:57



Cavaleiros do zodíaco-batalha final - Capítulo Prólogo [+13] por VITOR/OTAKU 305 Sab 26 Out 2013 - 17:51



Mid - Demons - Capítulo Prólogo [+16] por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:48



[Me candidato à Beta Reader] Lara_  por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:32



[Me candidato à Beta Reader] Aline Carvalho  por Aline Carvalho Qui 24 Out 2013 - 17:39



Ver tudo





Nós estamos no ar desde
Sab 16 Mar 2013 - 11:57!


Capítulos postados: 479

Comentários postados: 973

Usuários registrados: 491



O último usuário registrado foi:
sayuri234

Parceiros




Compartilhe | 
 

  Sombrio Como a Noite. - Capítulo 12 [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
MensagemAutor
18072013
Mensagem Sombrio Como a Noite. - Capítulo 12 [+16]

Clique aqui para ver todos os capítulos desta história!



Tema do Desenho / Quadrinho:
Batman.

Gêneros:
Ação, Amizade, Aventura, Mistério, Romance, Suspense, Tragédia,

Clique aqui para ver as Informações Iniciais:
 


Ataque em Arkham.

Quando ouviu sobre o ataque em Arkham Tim se levantou e foi até o display onde estava seu uniforme.

—Aonde você vai? –Stephanie perguntou ao seu marido.

—Onde você acha? Vou até o Arkham. –Tim respondeu enquanto se se vestir.

—Então eu vou com você. –Ela disse.

—Não eu vou sozinho. –Tim disse querendo que ela ficasse.

—Tim são todos os bandidos que nós prendemos nos últimos anos, não vai conseguir lutar sozinho, eu vou com você e ponto final. –Stephanie se impôs e Tim percebeu que não tinha como fazer ela mudar de idéia.

—E eu vou para Bludhaven acabar com aquele impostor. –Ricky disse em voz alta.

—Não vai não, eu não vou te perder. –Barbara disse segurando seu filho.

—Eu preciso mãe, se não todas as pessoas que aqueles criminosos matarem, terão morrido sem qualquer razão, elas provavelmente tem família, não vou deixar mais nenhum garoto perder o pai ou mãe sem razão. –Ricky disse pegando seu uniforme.

—Espere, os seus uniformes precisam ser reparados. –Bruce advertiu.

—Não temos tempo, não dá para saber o que aqueles criminosos podem fazer enquanto estamos aqui. –Tim disse colocando seu traje, ele apenas pegou uma nova máscara.

—E eu não quero deixar o outro Asa Noturna esperando. –Ricky disse colocando seu uniforme, ele não ia poder contar com a proteção seu traje já que o batarangue de Tim havia danificado ele.

—E como vamos chegar antes que eles saiam do Arkham. –Steph perguntou enquanto colocava o uniforme de Batgirl.

—As portas do Arkham vão fechar assim que os sensores perceberem o sistema do Asa Noturna, e aí vai fechar eles lá dentro, mas não confio totalmente nisso, por isso preciso se apressar. –Bruce disse enquanto ativava as defesas do Arkham de lá.

—Deixa com a gente chefe. –Batman disse indo até o batmóvel junto da Batgirl.

—Tome cuidado Richard. –Barbara disse abraçando seu filho.

—Eu vou ficar bem. –Asa Noturna disse soltando sua mãe e subindo em sua moto.

Asa Noturna foi para Bludhaven, enquanto Batman e Batgirl foram para o Arkham.

—Você tem certeza que vai ficar bem sozinho? –Batman perguntou.

—Estou mais preocupado com vocês dois, são centenas de assassinos e criminosos, vão ficar bem lá? –Asa Noturna perguntou preocupado.

—Não esquenta. –Batgirl disse.

Então os heróis se separaram. Depois de uns vinte minutos de corrida, Batman e Batgirl chegaram ao Asilo Arkham, toda a força policial estava do lado de fora para garantir segurança e as ruas tinham sido esvaziadas.

—Batman, Batgirl, vocês chegaram bem na hora. –O comissário disse.

—Fique calmo Comissário Blake, nós vamos entrar, mantenha seus homens do lado de fora, mas se alguém escapar capture-o, entendido. –Batman disse pulando em cima do muro.

—Ouviram o homem fiquem atentos a tudo. –Blake disse para seus homens.

Era uma confusão imensa, os criminosos ainda não tinham saído das instalações, mas os internos estavam tentando derrubar as paredes.

—Vamos com cuidado ok. –Batman disse para Batgirl.

—Tim, você não precisa me ensinar a fazer o meu trabalho. –Batgirl reclamou.

—Desculpe. –Batman disse. —Vamos por cima.

Os heróis usaram seus batganchos para chegar até o telhado, então entraram por uma saída de ar. Lá dentro eles podiam ver os diversos criminosos tentando arrebentar as paredes e as portas, mas graças ao sistema de segurança de Bruce tudo estava bem fechado. Quando achou uma área vazia Batman chutou uma grade e os dois saíram da ventilação.

—Onde estamos? –Batgirl perguntou.

—É a área das celas. –Batman respondeu. —Temos sorte de estar vazia.

—Não está tão vazia assim morcego. –Cara-de-Barro disse, ele estava acompanhado do Espantalho.

—Karlo e Crane, sabem como isso vai acabar, então por que não desistem logo para evitar humilhação. –Batman disse de forma fria como sempre.

—Eu sei como isso vai acabar, com sua cabeça fora do corpo. –Cara-de-Barro disse transformando sua mão em uma parede de espinhos para atacar o Batman.

Batman e Batgirl desviam do ataque de Karlo, mas o Espantalho ataca a heroína ficando sobre ela.

—Agora que tal eu e você termos uma relação mais intima. –Espantalho disse aproximando suas agulhas com sua fórmula do medo do peito da Batgirl.

—Me desculpe, eu sou casada. –Batgirl disse socando o rosto do Espantalho fazendo o assassino desmaiar.

Batman lançou alguns batarangues explosivos contar o Cara-de-Barro, mas a massa do vilão conteve as explosões.

—Isso não funciona morcego. –Karlo disse debochando do herói.

—Quem sabe isso funciona. –Batman disse lançando uma cápsula contra o Cara-de-Barro.

—Mas o que? –Cara-de-Barro disse até que uma explosão aconteceu.

—Bomba de nitrogênio líquido. –Batman explicou enquanto o Cara-de-Barro congelava. —Vamos.

—Tá bem. –Batgirl disse seguindo o cavaleiro das trevas.

Assim que chegaram à outra sala, os dois deram de cara com vários internos comuns, todos foram para cima deles, mas os heróis conseguiram derrubar todos.

—Vamos lá ainda temos muito que fazer. –Batman disse correndo para a próxima sala.

—Eu sei disso. –Batgirl disse acompanhando o herói.

A outra sala na qual entraram era bem diferente, era coberta de plantas por todos os lados. Batman tinha a estranha sensação de estar sendo observado.

—Aqui é? –Batgirl perguntou hesitante.

—Sim, a sala da Hera Venenosa. –Quando Batman disse isso um cipó o pegou pelo pé e ergueu o herói, Batgirl tentou segurar seu marido, mas outros internos apareceram para distraí-la.

—Droga. –Batgirl disse enquanto surrava os criminosos.

Batman foi levado pelo cipó até Hera Venenosa, assim que viu o herói todo o corpo da vilã se abalou, ela se aproximou dele.

—Como vai Batman? –Hera perguntou com sarcasmo.

—Me solte Pamela, assim você não ira se ferir. –Batman disse.

—Tolo, Pamela Isley morreu, agora só sobrou Hera Venenosa. –Hera disse aproximando seus lábios dos lábios do herói.

Para não ser controlado pelos poderes de Hera, Batman baixou uma máscara de gás automático de seu capuz, assim ela não pode beijar o herói, então o lançou para perto da Batgirl.

—Tudo bem? –Batgirl perguntou dando um soco no ultimo criminoso de pé.

—Já estive melhor. –Batman disse enquanto a máscara de gás subia.

—Eu vou matar os dois, assim não tenho com o que me preocupar. –Hera disse amarrando os dois heróis em seus cipós.

Os cipós começaram a apertar eles, mas os heróis foram salvos, Batgirl foi libertada por um batarangue controlado por controle remoto que cortou os cipós, e Batman foi solto por vários tiros que pegaram de raspão nos cipós e os danificaram.

—Quem ousa me desafiar? –Hera perguntou furiosa.

—Nós ousamos queridinha. –Disse um homem vestindo um traje todo cinza com um morcego vermelho no peito e uma jaqueta de couro marrom, ele carregava duas pistolas e seu rosto estava coberto com um capacete vermelho.

—Parece que chegamos na hora. –Disse uma garota vestindo um uniforme preto, com um morcego amarelo no peito e um cinto de utilidades também amarelo, seus olhos estavam escondidos atrás de uma máscara.

—Morcega Negra, Capuz Vermelho? Como vocês chegaram aqui? –Batman perguntou confuso.

—Isso não importa, o que importa é que viemos ajudar. –Capuz Vermelho disse jogando uma bomba anestésica contra Hera que fez a vilã desmaiar.

—Vamos logo Timothy. –Morcega Negra disse de forma formal.

Os quatro heróis foram para o pátio principal viram de cima vários vilões tentando derrubar a porta que os levaria para fora das instalações.

—Vocês dois sabem que só queremos botar ordem na casa né? –Tim perguntou para ter uma confirmação.

—Maninho, Cassie foi treinada por um assassino de elite e eu sou um mercenário profissional, acha que nós não sabemos atirar sem matar. –Capuz Vermelho disse debochando de Tim.

—Você sempre foi uma comédia Jason. –Batman disse ficando de pé no corrimão da escadaria.

—Eu sei faz parte do meu charme. –Capuz disse.

Então os heróis pularam para o andar inferior para enfrentar os internos. Em pouco menos de três horas eles derrotaram todos os prisioneiros e os colocaram em suas respectivas celas depois foram para fora.

—Comissário Blake prendemos todos em suas celas, mas alguns precisam de cuidados médicos. –Batman disse olhando para Capuz Vermelho, o anti-herói apenas deus os ombros para seu irmão.

—Muito obrigado Batman e ajudantes do Batman. –Blake disse olhando para os outros heróis.

—Não somos ajudantes. –Capuz disse um tanto ofendido.

—E agora? –Morcega Negra perguntou séria para Batgirl.

—Agora nós vamos para Bludhaven, ajudar o Asa Noturna. –Batgirl disse.

Enquanto isso em Bludhaven, Asa Noturna chega à catedral, começa a chover e quando ele olha para torre do sino um relâmpago ilumina a área mostrando para ele o Impostor que tirou a vida de seu pai.

avatar
Samuel Jr
Escritor(a) Padrão

Mensagens : 26
Popularidade : 1
Data de inscrição : 25/06/2013
Idade : 20
Localização : Botucatu, SP
Respeito às regras : Nenhuma advertência. Após 04 advertências, o usuário será banido.

Escritor especialista em Fantasia

Ver perfil do usuário
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gostou? Então compartilhe: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

Sombrio Como a Noite. - Capítulo 12 [+16] :: Comentários

Nenhum comentário.
 

Sombrio Como a Noite. - Capítulo 12 [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 

Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: ::::::::: PUBLICAÇÃO DE FANFICS [CATEGORIAS] ::::::::: :: DESENHOS / QUADRINHOS-

Site melhor visualizado e operado no Mozilla Firefox ou Google Chrome.
No Internet Explorer você não conseguirá usar muitos recursos especiais.