Digite o nome do autor do mesmo jeito que aparece no perfil. Será mostrado tudo que o autor participa.


Icon Icon Icon Icon




A Devil For Me. - Capítulo Mais um dia de trabalho. [+16] por sakymichaelis Ter 29 Out 2013 - 19:57



Cavaleiros do zodíaco-batalha final - Capítulo Prólogo [+13] por VITOR/OTAKU 305 Sab 26 Out 2013 - 17:51



Mid - Demons - Capítulo Prólogo [+16] por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:48



[Me candidato à Beta Reader] Lara_  por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:32



[Me candidato à Beta Reader] Aline Carvalho  por Aline Carvalho Qui 24 Out 2013 - 17:39



Ver tudo





Nós estamos no ar desde
Sab 16 Mar 2013 - 11:57!


Capítulos postados: 479

Comentários postados: 973

Usuários registrados: 491



O último usuário registrado foi:
sayuri234

Parceiros




Compartilhe | 
 

  Dark Side - Capítulo 03 - Darkness [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
MensagemAutor
18072013
Mensagem Dark Side - Capítulo 03 - Darkness [+16]

Clique aqui para ver todos os capítulos desta história!

[img][/img]

Gêneros:
Drama, Ecchi

Clique aqui para ver as Informações Iniciais:
 


— Como você pôde deixar sua irmã vir sozinha para casa depois que eu te pedi para ir buscá-la?
Do meu quarto ouço papai perguntar no quarto em frente. Sei que está bravo, mas ele tem o dom de não deixar isso transparecer.
Meu pai é tudo que um bom vampiro pode ser. Calmo, sereno, ponderado... E lindo.
Com seus cabelos lisos pretos e olhos de um tom cinza, é difícil vê-los negros, alto, ele sempre está perfeitamente alinhado em suas roupas elegantes. Claro que o corpo atlético também ajuda.
— A chuva estava muito forte, acabei dormindo e perdi a noção do tempo.
— Você está em débito comigo, Calliou, e sabe que vou cobrar. — ouço a porta abrir e se fechar calmamente e então a leve batida na minha. — Posso entrar? — ele sabe que pode então adentra.
Corro para seus braços e o abraço forte. Nenhuma palavra pode descrever o doce sabor de estar junto a ele novamente e ele me abraça de volta. Não contei os minutos que ficamos abraçados em silêncio.
— Seja bem vinda minha filha. — sinto o beijo no alto da minha cabeça.
ÐÑ
Entramos no bar mais badalado da pequena cidade: Darkness.
Meu pai quase obrigou meu irmão a me levar. Vê-lo suplicar desesperadamente para que pedisse outra coisa foi magnífico, mas, como meu pai disse, Calliou estava em débito com ele.
— Você sabe se virar sozinha, não preciso cuidar de você. — ele me diz puxando a namorada.
Este é meu irmão gêmeo, apesar de sermos diferentes.
Calliou tem os mesmos olhos de nossa mãe, os cabelos da mesma cor, porém lisos como os de nosso pai. Tem o mesmo porte físico dele também. Não parece ter apenas 17 anos; é praticamente um homem feito.
Sua namorada, Verônica, tem a pele clara, cabelos médios, ruivos e repicados. Tem um belo corpo e deve ter a mesma idade que nós. Não sei nada sobre ela a não ser o apelido, Cherry por causa dos cabelos, que meu irmão fez questão de me pedir para esquecer.
Vejo-me sozinha em um lugar inóspito. O ambiente tem paredes escuras, quase um preto assustador. Algumas lâmpadas penduradas iluminam para que não seja um total breu. O bar fica ao fundo; com um barman gordo de cabelos longos e revoltos que, pelo jeito, acha que está muito sexy naquela camiseta preta colada ao corpo, tendo por companhia as prateleiras de bebidas atrás de si e algumas garotas sentadas nos bancos á sua frente se debruçando sobre ele como se estivessem oferecendo seus seios.
Á direita do bar há uma Jukebox tocando uma melodia antiga e  à sua frente uma pequena pista de dança. Á esquerda um pequeno corredor que leva aos banheiros talvez. Em todo o resto do espaço há mesas e cadeiras espalhadas.
Sento-me em uma próximo a porta e logo uma garçonete esguia mascando uma goma vem até mim.
— Vai beber alguma coisa? — pergunta me medindo.
Nego com a cabeça, mas ela continua ali me olhando por alguns segundos mascando de boca aberta.
— Ok, se mudar de idéia é só chamar. — ela sai tentando rebolar o quadril.
Sei que não sou nenhuma beleza excepcional, mas também não sou tão feia assim para ela me olhar como se fosse de outro mundo.
Sou do tipo bonita que pode ficar ainda mais. Pelo menos era isso que minha mãe me dizia quando me presenteava com maquiagens caras que eu acabava doando as minhas amigas, quando ainda as tinha.
Tenho um corpo com medidas perfeitas, cabelos pretos ondulados até a cintura, que prefiro manter preso em um coque preso com palito japonês, e olhos no tom entre verde e azul.
O local está tão cheio e aquela música é tão irritante que me arrependo de não ter trazido meu mp3.
Vejo Calliou conversando em um grupo com sua namorada pendurada em seu pescoço. É como se eu não estivesse ali, o que é compreensível. Não estamos nos dando bem ultimamente.
Olho para o outro lado e me deparo com olhos me olhando fixamente em uma mesa no canto escuro.
Em meio a um grupo com 06 pessoas está o rapaz de boné preto, jaqueta de couro também preta e uma camiseta azul recostado na cadeira fazendo círculos com um copo na mesa e me olhando.
É difícil desviar de seu olhar. Ele me dá um sorriso tímido com o canto dos lábios. A moça loira de cabelos esvoaçantes com pinta de artista de cinema ao seu lado fala algo em seu ouvido, mas isso não o impede de continuar me olhando.
Ele se levanta, vai até o bar, pede outra bebida e caminha em direção a mim com os dois copos. Quando está a dois passos de minha mesa Calliou entra em sua frente.
— Onde pensa que vai? — ele fala e o rapaz olha para mim.
Levanto-me pressentindo a confusão e paro atrás de meu irmão.
— Fique longe dela! — Calliou o enfrenta e eles se encaram.
O rapaz é da altura de meu irmão, um rosto adorável de pele clara e os olhos castanhos que aos poucos vão ficando negros. Um vampiro.
Ouço o rosnado baixo entre eles. A loira se aproxima do rapaz, ela também é vampira. Pega um dos copos, me examina de cima a baixo e dá um sorriso irônico.
Pego no antebraço de meu irmão, ele me olha pelo canto dos olhos e percebe Verônica se juntando a nós.
— Oi Cherry. — diz a loira com uma voz doce a ela.
— Oi. — Verônica cumprimenta sem olhá-los.
O rapaz me olha novamente e seus olhos mudam de cor. Ele toma um gole de sua bebida, volta a sua mesa, onde deixa o copo, e vai embora acompanhado da loira dando a confusão por encerrada.
Calliou puxa seu braço para se soltar e me olha me condenando.
— Você tem magnetismo para atrair caras errados! Vamos embora. — fala puxando a namorada.


avatar
Violet Flower
Escritor(a) em Evolução

Mensagens : 43
Popularidade : 19
Data de inscrição : 16/03/2013
Idade : 40
Localização : São Paulo
Respeito às regras : Nenhuma advertência. Após 04 advertências, o usuário será banido.

Escritor especialista em Drama

Ver perfil do usuário http://www.fanfictionunited.com.br/u2
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gostou? Então compartilhe: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

Dark Side - Capítulo 03 - Darkness [+16] :: Comentários

Nenhum comentário.
 

Dark Side - Capítulo 03 - Darkness [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 

Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: ::::::::: PUBLICAÇÃO DE FANFICS [CATEGORIAS] ::::::::: :: ORIGINAIS-

Site melhor visualizado e operado no Mozilla Firefox ou Google Chrome.
No Internet Explorer você não conseguirá usar muitos recursos especiais.