Digite o nome do autor do mesmo jeito que aparece no perfil. Será mostrado tudo que o autor participa.


Icon Icon Icon Icon




A Devil For Me. - Capítulo Mais um dia de trabalho. [+16] por sakymichaelis Ter 29 Out 2013 - 19:57



Cavaleiros do zodíaco-batalha final - Capítulo Prólogo [+13] por VITOR/OTAKU 305 Sab 26 Out 2013 - 17:51



Mid - Demons - Capítulo Prólogo [+16] por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:48



[Me candidato à Beta Reader] Lara_  por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:32



[Me candidato à Beta Reader] Aline Carvalho  por Aline Carvalho Qui 24 Out 2013 - 17:39



Ver tudo





Nós estamos no ar desde
Sab 16 Mar 2013 - 11:57!


Capítulos postados: 479

Comentários postados: 973

Usuários registrados: 491



O último usuário registrado foi:
sayuri234

Parceiros




Compartilhe | 
 

  Sobre O Amor E A Guerra - Capítulo 02 - Conhecendo melhor a família Strauss [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
MensagemAutor
25072013
Mensagem Sobre O Amor E A Guerra - Capítulo 02 - Conhecendo melhor a família Strauss [+16]

Clique aqui para ver todos os capítulos desta história!



Gêneros:
Amizade, Drama, Romance, Ecchi, Tragédia,

Clique aqui para ver as Informações Iniciais:
 


[...] Então, a criada atendeu a porta, ela tinha longos cabelos ruivos e ondulados . Olhando mais para seu rosto se via pequenas sardas de baixo do espremido par de olhos verdes. Provavelmente era uma moça de origem russa ou judia que possivelmente foi tirada de sua família para trabalhar como criada.
– Margaret sua desprezível! Não mandei ir limpar meu quarto?! O que está esperando p... – A Sra. Strauss parou abruptamente de falar quando viu o jovem homem parado em sua porta e logo abriu um grande sorriso.
– Oras, suponho que seja o Sr. Adel Wagner, estou correta?
Adel Wagner era o nome falso que Issac estava usando desde que entrou para a SS. Ele já estava acostumado a ser chamado por Adel, afinal, só seu amigo ainda o chamava de Issac.
– Com licença, é um prazer conhecer a senhora. É uma dama muito bonita! – Falou Adel galanteador, tirando o quepe e beijando o dorso da mão da senhora. Fazendo com que a mulher alargasse ainda mais o sorriso.
– Oh, por favor, me chame de Edelina. Chamando-me de Sra. Strauss me faz me sentir uma velha! – Falou e os dois soltaram uma risada
Era uma mulher de certa idade, mas com poucas rugas, tinha longos cabelos loiros e olhos azuis, usava uma leve maquiagem e um batom vermelho que realçava os seus lábios finos. Era realmente uma mulher bonita.
– Mãe, você viu Jonah por ai? Eu nã... – Connor ia descendo as escadas, e logo parou de falar quando deu de frente com Adel.
– Não o vi, venha cumprimentar Adel, suponho que vocês tenham vários assuntos para tratar.
– Adel Wagner – falou Adel cumprimentado Connor com um firme aperto de mão.
– Ah, sim. Sou Connor Strauss, minha mãe falou que viria passar alguns meses na nossa casa. Seja bem-vindo. – Disse Connor em simpatia.
Connor era um jovem alto, aparentava ter uns 19 anos, e de porte atlético. Tinha olhos tão azuis quanto o de sua mãe e cabelos loiros, ele vestia uma roupa social preta, o que realçava ainda mais seus olhos e cabelos, sem falar de sua pele branca.
“ Um típico alemão burguês!” – pensou
– Obrigado. Vim a negócios, me convocaram aqui em Munique, precisam dos meus serviços, acredito que não vá demorar muito tempo. – falou - “Pelo menos é assim que eu espero...” – pensou, por mais que valesse apena tudo aqui, ele queria que tudo acabasse de uma vez por todas.
– Ah sim, então suponho que vamos ir para o mesmo lugar durante estes messes, pois também estou na SS. – Falou Connor pegando um copo de uísque e oferecendo para Adel, que aceitou. Edelina se retirou, enquanto Adel e Connor ficaram conversando enquanto saboreavam o uísque de boa qualidade.
Helene acordou com as risadas do irmão, e uma voz diferente vinha de sua sala de estar. Levantou-se e por curiosidade desceu as escadas para ver quem seria o homem que arrancava tantas risadas e tantos assuntos de Connor mais do que seu grande amigo Jonah.
Adel olhou para a escada e viu uma bela jovem descer com postura, dando um ar de mulher firme, o que fez com que ele ficasse algum tempo encarando-a. Há tempos que não via uma mulher assim, desde que... Desde que sua amável esposa faleceu. Tinha cabelos longos e uma pequena franja que caia pro lado sob seus olhos, os fios sedosos eram castanhos, diferente de seu irmão e de sua mãe, que eram loiros.
“Isso realmente será interessante” – pensou sorrindo travesso internamente. Adoraria poder mostrar para aquela gente que ele também podia ser cruel.
– Vejo que se encantou com minha bela irmã Adel... – falou Connor vendo a admiração aparente nos olhos de Adel.
Helene sorriu envergonhada com o comentário de seu irmão. O homem à sua frente era belíssimo, tinha cabelos castanhos escuro e os olhos tão azuis quando o mar mais límpido das terras por onde já havia viajado com seu falecido pai.
– Suponho que seja a senhorita Helene... – Adel falou se levantando e indo em sua direção, beijando o dorso da mão da garota – Muito prazer. – sorriu
– Sim, e o senhor quem é? – perguntou Helene
– Perdoe-me não ter me apresentado antes, sou Adel Weber, vim a trabalho e sua família se disponibilizou em me acolher durante minha estadia aqui em Munique. – Falou educadamente. Ele odiava usar educação com os Alemães, pois era uma das raças que ele mais desprezava.
– Hum... Entendo. – Helene falou disfarçando sua irritação. Como sua mãe e seu irmão não haviam contado que abrigariam um oficial na casa deles, sem nem ao menos avisar?!
Helene não gostava dos membros SS. Não sabia o porquê, apenas odiava qualquer oficial que tinha o orgulho de mostrar o uniforme nazista. Mas odiava apenas eles, pois amava a Alemanha e tinha esperanças que um dia tudo iria acabar, e ela esperava estar viva quando isso viesse a acontecer.
######################
A tarde passara rápido e já se encontrava no inicio da noite. Helene estava se arrumando para outro baile que sua família daria pelo noivado. Tios, primos, amigos antigos de trabalho de seu pai e de sua mãe, amigos de seu irmão e outros oficiais estariam presentes, inclusive seu futuro marido.
A família de Helene era uma família com certa influencia na sociedade. Era o exemplo de família: A mãe dedicada para o futuro dos filhos; o irmão mais velho tão belo quando um anjo; a irmã casula linda e delicada; e a doce jovem Helene, conhecida por fazer várias ações de caridade na comunidade. Pelo menos a família era assim ao olhar da sociedade.
Adel também fora convidado para o baile, e estava curioso para conhecer o tão temido oficial Rowan. Sabia que Helene não estava feliz só por vê-la perambular a casa com uma expressão triste. Ela não percebera, mas ele a observou enquanto ela caminhava pelo jardim à tarde, dando uma impressão de frágil e triste como o modo em que caminhava despreocupadamente pela grama do pátio e olhava para o nada com o olhar distante e perdido.
Adel ia caminhando em direção ao salão e se ouvia uma bela música clássica com violinos e piano, e vários homens e mulheres devidamente vestidos para o tão elegante baile de noivado.
Helene conversava com um grupo de mulheres da alta sociedade que se encontravam ali. Quando sentiu uma mão em sua cintura, não demorou muito para perceber quem era o atrevido.
– Céus! Quer me matar de susto?! – Perguntou se virando de frente para o homem.
– Desculpe, não queria assustá-la. O que tanto estás a conversar com essas mulheres assuntos tão fúteis? Sei que não é o tipo de assunto que te agrada... – Adel falou perto de seu ouvido, fazendo com que ela se arrepiasse.
– O senhor é muito audacioso para encostar assim em mim em meu baile de noivado. – Falou Helene tentando esconder o nervosismo em sua voz. Não ficava tão perto de um homem desde um baile quando tinha 15 anos e dera o seu primeiro beijo em Jonah.
– Foi apenas um comentário, sem maldade senhorita! – Sorriu com certa malicia. – Contudo, nós dois sabemos que você não deseja esse casamento arranjado.
– O senhor esta sabendo de muitos assuntos que não lhe convém – disse desviando do homem.
– Sou apenas muito observador...
– Então observe outras coisas e me deixe em paz. – Disse fria dando-lhe as costas e caminhando em direção ao meio do salão
– Porque eu observaria outras coisas se você é muito mais bonita?- Adel falou sorrindo sedutor. Helene revirou os olhos e saiu caminhando.
– Perdoe-me pelo que disse, não quis me intrometer em assuntos que não me dizem respeito. – ele caminhou rapidamente e foi para frente dela, estendendo a mão – Dance comigo enquanto seu noivo não chega. - Falou sorrindo
“Céus, como esse homem é bonito” – pensava Helene, mas logo se recriminou pelos pensamentos que começavam surgir em sua mente.
– Vamos, irei lhe ensinar a dançar.
– Já sei dançar!
– Mas eu aposto que eu danço melhor, será uma dançarina muito melhor depois que dançar comigo. Pense bem, é uma chance única! – Falou convencido e sorrindo travesso
– Convencido, não? Pois irei aceitar seu convite, vamos ver se o senhor sabe mesmo dançar! – Disse aceitando a mão do rapaz. Logo se via no meio do salão um casal dançando divertidos, quem não conhecia a moça até diria que eles estavam “juntos”.
“Será muito mais fácil do que imaginei” – Pensou Adel sorrindo para a moça à sua frente e já imaginando o que faria [...]

avatar
CarolimPaloma


Mensagens : 2
Popularidade : 0
Data de inscrição : 24/07/2013
Idade : 18
Localização : Rio Grande do Sul - Triunfo
Respeito às regras : Nenhuma advertência. Após 04 advertências, o usuário será banido.

Sou apenas Leitor

Ver perfil do usuário
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gostou? Então compartilhe: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

Sobre O Amor E A Guerra - Capítulo 02 - Conhecendo melhor a família Strauss [+16] :: Comentários

Nenhum comentário.
 

Sobre O Amor E A Guerra - Capítulo 02 - Conhecendo melhor a família Strauss [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 

Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: ::::::::: PUBLICAÇÃO DE FANFICS [CATEGORIAS] ::::::::: :: ORIGINAIS-

Site melhor visualizado e operado no Mozilla Firefox ou Google Chrome.
No Internet Explorer você não conseguirá usar muitos recursos especiais.