Digite o nome do autor do mesmo jeito que aparece no perfil. Será mostrado tudo que o autor participa.


Icon Icon Icon Icon




A Devil For Me. - Capítulo Mais um dia de trabalho. [+16] por sakymichaelis Ter 29 Out 2013 - 19:57



Cavaleiros do zodíaco-batalha final - Capítulo Prólogo [+13] por VITOR/OTAKU 305 Sab 26 Out 2013 - 17:51



Mid - Demons - Capítulo Prólogo [+16] por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:48



[Me candidato à Beta Reader] Lara_  por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:32



[Me candidato à Beta Reader] Aline Carvalho  por Aline Carvalho Qui 24 Out 2013 - 17:39



Ver tudo





Nós estamos no ar desde
Sab 16 Mar 2013 - 11:57!


Capítulos postados: 479

Comentários postados: 973

Usuários registrados: 491



O último usuário registrado foi:
sayuri234

Parceiros




Compartilhe | 
 

  Destiny and Doom - Capítulo One-Shot [Livre]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
MensagemAutor
07102013
Mensagem Destiny and Doom - Capítulo One-Shot [Livre]

Clique aqui para ver todos os capítulos desta história!



Tema do Seriado / Novela:
Merlin

Gêneros:
Drama, Death Fic, Angst, Romance,

Clique aqui para ver as Informações Iniciais:
 


Morgana havia caminhado por aquelas ruas vezes antes e mesmo assim tinha aquele formigamento nos dedos, um nó no estomago e uma vozinha em sua cabeça gritando para que fugisse, para que fosse para longe, mas de nada adiantava, ela estava determinada.
As portas do conselho estavam fechadas e provavelmente trancadas, mas isso não era empecilho, menos de meia dúzia de palavras e todos olhavam atônitos para a porta violada pelo vento selvagem e repentino e não demorou em que viessem deter a mulher.
~~x~~
O dia seguinte amanheceu tenso, os sinos do castelo tocavam lentos e sinistramente anunciando uma sentença, o povo se reuniu em torno do palanque e, consequentemente, da fogueira que foram erguidos durante a noite e assistiu, pasmo, quando a bruxa fora escoltada, livre, pela multidão, não havia nada a prendendo, sem cordas ou guardas, apenas ela, elegante e incólume, mesmo em uma puída túnica creme.
Os cabelos cacheados e negros, sempre longos e soltos, agora haviam sido cortados escondidos sob uma toca velha e desbotada.
- Venho no intuito de me render – falou alto em meio aos homens que já se postavam para ataca-la – no entanto peço que eu mesma escolha minha sentença. – lembrava-se das palavras proferidas na noite anterior.
- Morgana Le Fay – falou Arthur com a rouquidão de quem está prestes a chorar, uma voz tremula e insegura – Acusada de bruxaria, traição e atentados contra o reino. Culpada pela morte do rei Uther Pendragon e de Sir Elyan – todos estavam boquiabertos quando o carcereiro incendiou a palha sob a madeira seca.
“ O fogo purifica”era o que dizia a si mesma enquanto a garganta se fechava tornando impossível a passagem de ar e o fogo escalava seu corpo pálido, ela podia sentir as olhos úmidos, não só pelas lágrimas, como pela irritação da fumaça que subia das chamas, mas não sentia as primeiras escorrer, não as deixava, tudo o que estava passando era necessário, era pelo bem de Camelot.
O cheiro de madeira queimando lhe entupia o nariz e a fazia erguer a cabeça para evitar as chamas que já chegavam à altura dos olhos, mal esperava para morrer. Podia ouvir os baixos clamores dos camponeses, rezavam para que seu deus a aceitasse e suas vozes se levantavam com uma força monumental, quase podia acreditar que havia, realmente, acabado com os velhos deuses, mas ainda havia uma voz ou outra entoando os cânticos antigos, nos pontos mais remotos daquele vasto país. 
Na multidão, seus olhos cruzaram com os de Merlin, agora uma alucinação ou uma miragem, sabia apenas que aqueles olhos a perseguiam.
- Você podia ter escolhido algo mais leve – dissera ele quando fora vê-la na noite anterior.
- Qual o seu problema, eu o libertei, salvei Arthur e me rendi.
- Sabe que não posso vê-la arder, é demais para mim.
- Não se importou quando era envolvida em seus braços que sufocava. – a conversa morrera nesse ponto, sufocada pelos argumentos, como ela morreria no dia seguinte.
~~x~~
Agora eram as chamas em seu lugar, longos braços incandescentes em volta de sua druida, sim, era isso que ela era, não o que a nova religião tinha por bruxa, Morgana queria apenas a igualdade entre os seus e, como toda druida, resolveu buscar isso através da espada. Agora, ele queria apenas apara-la quando as cordas que a prendiam se soltaram e ela caiu para frente. Já estava morta há horas, há anos e a culpa era toda dele.
- Morgana Pendragon – disse Arthur sobre o burburinho que invadia a multidão, quando levaram suas cinzas para o lago – Senhora de Avalon, bastarda de Uther, minha irmã e heroína por mérito próprio, que as águas te levem ao teu destino.
“ Que te levem de mim” – pensou Merlin “E te afastem cada vez mais da maldição que fui em teu destino, meu amor”.
De volta ao castelo Merlin pegou a carta que Morgana havia lhe entregado alguns dias antes.
“ Te abandono hoje meu amor, para que amanhã possamos nos reunir, talvez do mesmo lado com destinos diferentes, ou talvez continuemos com nosso destino, talvez nossa sina nos mantenha afastados para a eternidade, mas te esperarei até o fim, aqui, em nosso pequeno lugar, lado a lado como os senhores que somos.
Não deixe que Camelot arranque de ti o que arrancou de mim, não deixe que tirem o orgulho de possuir sua magia, nem que te tirem o amor que sente por ela, não te esqueças que aqui, em Avalon, tu és o senhor da magia, um rei maior que Arthur e qualquer outro que possa vir a existir nas terras de Albion, Você é Emrys, o maior rei-bruxo que já pisou na terra.
Se hoje me rendo, lembre-se sempre que é por conta de suas palavras, tu és o único que sempre terá qualquer efeito sobre mim, mas não pense que estou lhe culpando, tu és o melhor homem que já conheci, o sempre simples e simpático Merlin, esperançoso que mesmo quando não quis esteve comigo, mesmo quando estava do lado contrario.
Sua eterna maldição e seu eterno destino, daquela que é o ódio para o teu amor,
Mas que te ama acima de tudo,
Morgana”
Merlin adormeceu com a carta abaixo do travesseiro, não poderia esquecer aquelas doces palavras de sua amada Morgana, mesmo que ela não estivesse com ele mais.
 
1500 anos depois.
Sob a relva do parque escondido entre os gigantes arranha-céus da metrópole, se encontraram novamente os velhos amigos, não se viam há quase quinze séculos, mas não por isso o encontro teve menos intensidades, podiam não morar mais nos campos verdejantes de Albion, ou como era antigamente conhecido, as ruas acinzentadas da Inglaterra, mas sim entre os verdes campos do norte da Irlanda, nada alterava o fato de que o destino havia os feito se confrontar novamente, dessa vez não em uma caverna escura ou um calabouço, não como inimigos, mas como eternos amantes, não como seres escondidos, mas como lideres de todo uma religião que renasciam das cinzas deles próprios.

avatar
joanna.kods


Mensagens : 1
Popularidade : 1
Data de inscrição : 28/08/2013
Idade : 22
Respeito às regras : Nenhuma advertência. Após 04 advertências, o usuário será banido.

Escritor especialista em Amizade

Ver perfil do usuário
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gostou? Então compartilhe: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

Destiny and Doom - Capítulo One-Shot [Livre] :: Comentários

Nenhum comentário.
 

Destiny and Doom - Capítulo One-Shot [Livre]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 

Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: ::::::::: PUBLICAÇÃO DE FANFICS [CATEGORIAS] ::::::::: :: SERIADOS / NOVELAS-

Site melhor visualizado e operado no Mozilla Firefox ou Google Chrome.
No Internet Explorer você não conseguirá usar muitos recursos especiais.