Digite o nome do autor do mesmo jeito que aparece no perfil. Será mostrado tudo que o autor participa.


Icon Icon Icon Icon




A Devil For Me. - Capítulo Mais um dia de trabalho. [+16] por sakymichaelis Ter 29 Out 2013 - 19:57



Cavaleiros do zodíaco-batalha final - Capítulo Prólogo [+13] por VITOR/OTAKU 305 Sab 26 Out 2013 - 17:51



Mid - Demons - Capítulo Prólogo [+16] por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:48



[Me candidato à Beta Reader] Lara_  por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:32



[Me candidato à Beta Reader] Aline Carvalho  por Aline Carvalho Qui 24 Out 2013 - 17:39



Ver tudo





Nós estamos no ar desde
Sab 16 Mar 2013 - 11:57!


Capítulos postados: 479

Comentários postados: 973

Usuários registrados: 491



O último usuário registrado foi:
sayuri234

Parceiros




Compartilhe | 
 

 Notas Mortais - Capítulo One-Shot [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
MensagemAutor
04042013
MensagemNotas Mortais - Capítulo One-Shot [+16]

Genêro:
Suspense, Terror, Darkfic



A Boneca Circense:
O circo estava na cidade e todos estavam felizes. A animação das crianças era palpável e os adultos relembravam seus tempos infantis... Como era bom ir ao circo.
As atrações eram quase sempre as mesmas, porém nada tirava o encanto. O encanto da lona colorida, dos animais, dos palhaços e malabaristas. Sempre era como se fosse a primeira vez.
Todos olhavam atentamente para o picadeiro, ansiosos pela primeira atração. Eram domadores de leão, mágicos, equilibristas, malabaristas, palhaços... Todas as atrações terminaram e as pessoas aplaudiam enquanto levantavam-se, prontas para ir embora.
No entanto...
O mestre do picadeiro pediu para que todos se sentassem, pois haveria uma atração especial. A mais recente aquisição do circo: A Boneca Circense.
Uma enorme caixa de música fora levada até o picadeiro. Sua cor era de um rosa desbotado e em seu tampo cupular havia o desenho de pequeninas rosas, desproporcionais ao tamanho da caixa.
Uma suave música começou a tocar e o tampo da caixa foi aberto. De dentro dela, uma pálida boneca surgia lentamente enquanto girava com uma graciosidade nunca vista.
Os espectadores estavam encantados. Porque aquela boneca certamente parecia uma bela donzela... Ou aquela bela donzela parecia uma boneca?
A tênue criatura com seu vestido de bailarina tão alvo quanto ela própria mantinha seus olhos fechados e dançava como se não houvesse ninguém a assistindo. Seus movimentos eram leves e seguros. Sua dança era tão perfeita que parecia irreal. Era como se ela estivesse sendo controlada por cordas divinas...
Na platéia, um pequeno garoto levantou e caminhou até aquilo que ele acreditava ser um anjo. A boneca lhe sorriu e ofereceu sua mão. O menino, com demasiado desejo, agarrou a formosa mão da boneca-moça e dançou com ela em sua caixa de música. Mesmo a dança desajustada do menino não tirava a graciosidade daquela donzela. Tudo parecia encaixar-se perfeitamente a ela. A boneca parecia ter descoberto o segredo de transformar defeitos em perfeição.
― Preste atenção... Ouça a música... ― A boneca sussurrou docemente no ouvido da criança. A cabeça do garoto tombou levemente para o lado, como quem pergunta o que a pessoa queria dizer.
E então...
O pequenino ouviu e desceu da caixa, lágrimas riscavam seu rosto e ele murmurava, murmurava coisas que a platéia se esforçava para ouvir.
― É doloroso, tão doloroso, e não há nada que possa ser feito... Eu quero morrer, eu quero morrer, tire-me daqui, por favor... ― E as pessoas, em um ato de bondade, começaram a pôr fim em sua degradante existência. Porque aquela música era dolorosa demais, tudo era doloroso demais...
A boneca dançava de olhos abertos. Seus olhos vermelhos choravam lágrimas de sangue enquanto assistia a platéia transformar-se em um mar de tom escarlate. Mães matavam suas próprias crianças, partindo-lhes o pescoço. Maridos matavam suas próprias esposas acertando sucessivamente uma cadeira na cabeças daquelas que eles um dia amaram. Alguns ardiam em chamas, outros tinham seus membros arrancados e havia aqueles que até mesmo bebiam o sangue derramado. Conforme os atos se tornavam mais violentos, a canção da caixa de música atingia uma dramaticidade maior. Agora todos faziam parte da dança da boneca. Um suicídio coletivo onde todos cantavam uma mesma canção.

Não há nada que possa ser feito... Eu quero morrer, eu quero morrer...

Os animais também pareciam ser tocados por aquelas notas mortais e agora juntavam-se à dança da morte. Matavam aqueles que outrora lhe machucaram. Aquele que capturara a boneca teve seu corpo devorado por um leão, que brincava com aquela massa sem vida tão qual um gato brinca com um rato falecido. Um elefante perdido pisoteava cadáveres de algumas crianças e uma gigantesca serpente banqueteava-se com os corpos, enrolando-se naqueles humanos que pouco a pouco perdiam o calor, quebrando-lhe os ossos com um estalo melódico.
Aquele circo das maravilhas estava tornando-se no circo dos horrores. Os poucos que ainda estavam vivos brincavam com os restos humanos, rindo enlouquecidamente, fazendo a boneca pensar que eram covardes demais para se matar... Contudo, naquela trágica noite ninguém sairia vivo. Isso era algo que a pálida boneca não poderia permitir. Todos eram culpados, culpados...

É doloroso, tão doloroso... Tire-me daqui... Por favor!

A lona era pouco a pouco consumida pelo fogo, uma chuva vermelha caía sobre o picadeiro. Grande parte dos corpos estavam queimando ou começando a queimar. O picadeiro mais parecia uma grande fogueira ou então um pequeno inferno onde almas desafortunadas que jamais encontrariam o paraíso estavam perdidas, presas... Do mesmo modo a alma da donzela estava presa naquela boneca.
Nada restaria daquele pavoroso pesadelo... Exceto as histórias... Porque as histórias são imortais e nem mesmo aquela boneca parecia ser capaz de matá-las.
O vestido branco da boneca estava manchado de sangue, assim como sua pele, mas estava tudo bem...
Ela não gostava daquela cor, de qualquer modo.


avatar
Ryskalla Fanfic


Mensagens : 7
Popularidade : 0
Data de inscrição : 29/03/2013
Idade : 23
Localização : RJ
Respeito às regras : Nenhuma advertência. Após 04 advertências, o usuário será banido.


Ver perfil do usuário http://fanfiction.com.br/u/280456/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gostou? Então compartilhe: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

Notas Mortais - Capítulo One-Shot [+16] :: Comentários

Notas Mortais [+16]
Mensagem em Sab 6 Abr 2013 - 18:28 por Convidad

Boneca Circense.
Eu comecei a ler imaginando uma história triste, entretanto me impressionei. Nunca passaria pela minha cabeça que uma música teria tanto poder de destruição assim.
Sua história é surpreendente e hipnotizante. Me deixou com vontade de ler mais rs
Caraca! vou te falar... gostei mais da sua narrativa sobre um suicídio/homicídio coletivo, MUITO mais aterrorizante até, do que o proprio Stephen King and Carrie A Estranha!!!! Alias, quando eu lí Carrie A estranha, e chegou o "ápice" do terror, que foi ela matar o baile inteiro... eu terminei de ler e pensei: "Que? foi so isso?!"... Graças a Deus o Stephen escreveu O Iluminado e Pet Semetery (os melhores livros de terror/suspense que eu já li!) pra concertar o erro que foi Carrie A Estranha.... enfim voltando ao assunto...rs Quando eu comecei a ler a sua estorio eu achei que ia ter um "dejavu", mais uma estoria que no final todo mundo morre de maneira nada horripilante, quer ver?...:P, quebrei a minha cara!!!! ficou MUITO BOM!!!!! Seria muito legal que um fanartista pegasse sua fic para ilustrar em quadrinhos, ja pensou nisso? bjssssss
P.S. ESCREVE MAIS! ficou muito curtinha....rs
Re: Notas Mortais - Capítulo One-Shot [+16]
Mensagem em Dom 26 Maio 2013 - 19:30 por Convidad
The Walker Girl escreveu:
ESCREVE MAIS! ficou muito curtinha....rs


Do Jeito que está, com certeza eu vou ter pesadelos... ja pensou se vc escreve mais????? rererer, caraca cara, tu manda muito bem
Desculpem o super século depois que levei para responder essa mensagem @_@ Tinha meio que esquecido desse fórum, é. Colégio, estágio, está tudo meio corrido para mim, então peço novamente desculpas. Enfim, quero agradecer os comentários! Eles me deixaram muito, muito contente. Fiquei super lisonjeada com os elogios! Essa foi a primeira "história de terror" que eu fiz e pretendo fazer mais, porém estou com muitos projetos na cabeça e tenho que organizá-la ainda para ficar tudo direitinho. Vou tentar ser mais ativa aqui no fórum, de qualquer modo. Espero que vocês continuem a gostar das coisas que eu escrevo, haha. Bem, acho que é isso. Um novo obrigado e mais um pedido de desculpas pela demora para agradecer x_x Espero que possam me perdoar, beijinhos!
avatar
Re: Notas Mortais - Capítulo One-Shot [+16]
Mensagem em Dom 26 Maio 2013 - 21:39 por naylah13
Senti o mesmo e digo o mesmo que Waljer Girl. Parecia Stephen King em um capítulo épico de suas histórias. Olhei para trás para ver se de fato estava sozinha. Sensacional sua narrativa. Nota 10! Bjs da Naylah.
É uma honra muito grande ser comparada ao Stephen King, gosto bastante dos livros dele! Claro que ainda tenho muito o que crescer para poder ser digna de tal comparação, haha. Novamente, obrigada pelos comentários! Eles fazem com que eu me sinta muito feliz! É gratificante saber que alguém lê e gosta das histórias que escrevo ^^ Enfim, beijinhos! :)
 

Notas Mortais - Capítulo One-Shot [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 

Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: ::::::::: PUBLICAÇÃO DE FANFICS [CATEGORIAS] ::::::::: :: ORIGINAIS-

Site melhor visualizado e operado no Mozilla Firefox ou Google Chrome.
No Internet Explorer você não conseguirá usar muitos recursos especiais.