Digite o nome do autor do mesmo jeito que aparece no perfil. Será mostrado tudo que o autor participa.


Icon Icon Icon Icon




A Devil For Me. - Capítulo Mais um dia de trabalho. [+16] por sakymichaelis Ter 29 Out 2013 - 19:57



Cavaleiros do zodíaco-batalha final - Capítulo Prólogo [+13] por VITOR/OTAKU 305 Sab 26 Out 2013 - 17:51



Mid - Demons - Capítulo Prólogo [+16] por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:48



[Me candidato à Beta Reader] Lara_  por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:32



[Me candidato à Beta Reader] Aline Carvalho  por Aline Carvalho Qui 24 Out 2013 - 17:39



Ver tudo





Nós estamos no ar desde
Sab 16 Mar 2013 - 11:57!


Capítulos postados: 479

Comentários postados: 973

Usuários registrados: 491



O último usuário registrado foi:
sayuri234

Parceiros




Compartilhe | 
 

 Nem Sempre É Como Queremos - Capítulo 21 - Amigos Mudam

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
MensagemAutor
28042013
MensagemNem Sempre É Como Queremos - Capítulo 21 - Amigos Mudam

Comentários? Sou tão boa postando assim direto

Quando acordei encontrei um bilhete no lugar do Deus de Aquiles que procurava.

¨Nos vemos na escola¨ PS:Edward

Enquanto eu dirigia até a escola Anna colocou uma música para tocar.

Taylor Swift – Love Story

–Olha, lobos fazem milagres!-exclamei usando um tom de surpresa.

–Hãm? Do que você está falando?

–Você! Escutando Taylor Swift, é... diferente- eu ri e ela também.

Ao chegarmos na escola fiquei esperando Edward chegar. Edward chegou e estacionou seu carro do lado do meu.

–Oi-ele disse e beijou minha testa.

–Oi.

Ele ficou na minha frente mi fitando, como se quisesse dizer algo.

–Está tudo bem?

–É, sim, eu queria falar algo com você!

–Pode falar Edward.

–Eu- ele hesitou e mudou de ideia- eu quero saber se você vai ao baile de primavera comigo, aceita?

–O baile no último dia de aula antes das férias?- fiz biquinho e ele assentiu.

–E aí? Você aceita?

–Sim- sorri- eu aceito ir ao baile com você.

Ele sorriu torto.

Nesse instante uma moto preta passou queimando pneu por nós, deu a volta e parou a nossa frente, do outro lado do estacionamento.

A mulher que estava de carona desceu e tirou o capacete, só aí percebi quem era. Sua pele era de um claro profundo, que lembrava Edward, quando ela olhou percebi que seus olhos eram de um tom de castanho escuro, parecia esconder algo. Carla estava extremamente diferente, até seus cabelos pareciam ter crescido.

Edward que estava de braços cruzados ao meu lado enrijeceu.

–Ele não fez isso!- só aí olhei para o motorista da moto, Damon olhava cínico para nós.

Edward começou a andar em direção a eles, e eu o segui.

–O que você pensa que está fazendo?-rosnou Edward.

–Indo para a escola como todos aqui.

Respondeu arqueando uma sobrancelha se fazendo de ofendido.

–Você sabe do que estou falando, você sabe o que vai acontecer se os Volturi vierem até aqui?

Damon revirou os olhos e passou o braço pela cintura de Carla.

–Os Volturi, sempre os Volturi. Relaxa Edward, o meu problema não é com os Volturi.

–Mas o nosso é, não queremos eles por perto, mas se você continuar matando e- ele olhou para a Carla que me olhada desafiadoramente- transformando humanos eles vão vir.

–Como você disse, o problema é de vocês- falou Damon puxando Carla em direção a escola. Quando passou por mim ele piscou e disse.

–Você está estonteante hoje.

Revirei os olhos e me encolhi.

–Está tudo bem?- perguntei para Edward que estavam ônix.

–Não, ele transformou duas alunas novas, e é perigoso para todos aqui duas recém criadas.

Espera aí, duas alunas novas? A Julia também?

–Eu não consigo ouvir o que Damon pensa- continuou ele- ele consegue controlar, eu não sei como, mas vi o que Carla pensava, e ela está mais tranquila do que Júlia, pois ela já sabia dos vampiros antes de ser transformada, mas Júlia não, Júlia está desesperada, e diferente ao extremo.

–Diferente?- Carla também havia mudado, mas nem por isso deixou de vir à aula.

–Mas não é só no modo físico, ela mudou de temperamento, ela está...fria.

Fria?

–Mas ela está bem?

–Mais ou menos, ela terminou a transição a pouco, ela está muito confusa, e está recebendo ajuda da pessoa errada.

Damon, pensei, eu só esperava que ela ficasse bem, ela parecia ser uma boa pessoa.

–Então quer dizer que a Carla e a Júlia são vampiras...- exclamei ainda sem acreditar.

–Sim, são recém criadas por Damon, ele está tramando algo, mas ele sabe que eu posso ouvir o que elas pensam, então ele não está dando informações a elas. Ele não conta seus planos a Carla.

Anne e Alice se aproximavam de nós.

–Oi Laiza- ela me abraçou.

–Oi Alice- retribui o abraço.

–Bom, eu estava conversando com Anne sobre o baile de primavera, e queria saber se você quer ir se arrumar lá em casa...

Alice me olhava com seus olhinhos pidões.

–Claro, porque não?

Alice pulou e bateu as mãos em comemoração, parecia uma criança que acabara de ganhar um doce.

–Isso vai ser legal-ela saiu saltitando com Anne ao seu lado.

Chegamos a aula de matemática, não tinha tocado o sinal ainda, então ficamos fora da sala.

–Você fez uma criança feliz, sua irmã também fazia Alice muito feliz.

–Minha irmã?

–Sim, antes do acontecido de Bella e Emmett, Bella e Alice eram muito amigas, mas elas acabaram se separando por isso, Bella se distanciou, e isso deixou Alice muito infeliz.

Ele também parecia sofrer por ver a irmã sem Bella.

–Eu gosto muito de Alice, vai ser legal me arrumar com ela, e Anne também gosta.

–Coitadas de vocês- ele sorriu e eu ri.

Tocou o sinal e Anne e Alice apareceram na sala, Edward tinha Ed. Física agora.

–Vou indo, boa aula- ele beijou meu rosto e se foi.

Entrei na sala sentando em uma cadeira no fundo, para minha infelicidade Damon entrou na sala e a única cadeira vazia era a do meu lado.

–Oh, parece que vou ter que sentar ao seu lado nessa aula- falou já sentando.

–É, fazer o que- dei de ombros, olhando para frente.

–Olha gatinha, eu queria te pedir desculpas por ficar bravo quando você me deu o fora.

–Hãm? Mas você tentou matar o Edward, você me atropelou e vem pedir desculpas por ficar bravo?

O encarei atônica, percebendo que tinha exaltado minha voz, mas acho que só Alice percebeu, pois ela me encarava receosa.

–Eu não te atropelei!- falou confuso e surpreso, franzindo o cenho.

–Como não? Edward falou que...

Que poderia ter sido Damon, mas não falou de certeza.

–Edward, Edward, Edward- cantarolou cínico- quero ver você confiar nele assim, depois que ele te trocar, quando ele enjoar da adrenalina de estar com uma humana- aquilo atingiu em cheio, tentei disfarçar a voz trêmula ao responder.

–Do que você está falando? Edward não vai me trocar ele...

Será que Edward gosta o suficiente de mim para não enjoar? Será que ele procura alguém para a vida toda ¨dele¨?

–Ah- ele ergueu as mãos se rendendo- Edward te ama? Se ele já falou isso é outro assunto né, eu devo ter me enganado ao achar que ele estava apenas se distraindo com você...

Falou balançando a cabeça e fazendo biquinho. Mas ele não estava errado, eu não tinha certeza do que Edward sentia por mim, muito menos do que eu sentia por ele, eu sabia que gostava muito dele, mas será que tinha AMOR nisso? Damon conseguiu me confundir em relação ao que sinto.

Não falei mais nada com ele, nem ele ousou dirigir a palavra a mim até o sinaltocar.

Quando o sinal tocou e eu estava guardando minhas coisas ele falou:

–Desculpe ser sincero, mas nós vampiros nos entediamos mais fácil que os humanos, adeus- ele me atirou um beijo e saiu.

Sentei-me tentando recuperar a calma e fazer com que as lágrimas voltassem de alguma forma para dentro. Anne colocou a mão em meu rosto.

–que aconteceu? Você está pálida que nem Alice e gelada que nem Edward.

Sorri de seu comentário e levantei um pouco melhor.

–Nada, só fiquei um pouco tonta- ela me olhou desconfiada- já estou melhor- sorri amarelo.

Peguei minha mochila e fui em direção a porta, quando vi Edward me esperando me joguei em seus braços e o apertei, como se para nunca deixa-lo sair.

–Calma, não vou fugir!- falou brincando, suas palavras me lembraram do que Damon disse ¨quero ver você confiar nele assim, depois que ele te trocar¨

Agradeci por Edward não poder ler minha mente, enxuguei uma lágrima que tinha escapado sem eu perceber e sorri ao largá-lo.

Damon conseguiu estragar meu dia por completo, e para piorar o professor de ED. Física passou uma avaliação prática de voleibol, é garanto que tirei abaixo de cinco, pois em um sque a bola foi na cabeça dele e em uma cortada eu acabei socando sem querer uma colega do meu time. Ed. Física foi a última aula, esperei por Edward e Anne no meu carro.

Quando saíram Alice, Anne e Edward da escola, Jacob estacionou sua moto entre meu carro e o de Edward.

–Oi Laiza- me cumprimentou ríspido.

–Oi Jacke- me encolhi, e Edward e Anne chegaram até nós, Alice foi com os outros.

Anne chegou e deu um Celinho em Jacob que olhou acusatoriamente para Edward., ele tremia inteiro.

–Calma cachorro! - Edward o fuzilou.

–Edward!- protestei, ele não devia chamar Jacob assim.

–O que?- ele me olhou confuso mas depois entendeu do que eu estava falando, deu de ombros.

–eu sei, mas não tivemos culpa- Edward respondia a algum pensamento de Jacob.

–Eu sinto muito por ela.

Eu estava prestes a explodir de irritação, sem saber do que eles estavam falando, mas Anne foi mais rápida.

–Dá para os dois falarem normal?- colocou ênfase no Falarem.

–Uma menina de La Push se transformou em lobo sábado, e isso é culpa desses malditos sanguessugas.

–Não é não!- como ele pode ousar chamar Edward e sua família assim? Se bem que Edward merecia por tê-lo chamado de cachorro.

–Você não entende Laiza, quanto mais vampiros na região, mais lobos surgirão.

Agora sim eu entendi, ele estava falando assim porque Damon tinha transformado Carla e Júlia.

–Vocês quebraram o tratado!

–Claro que não! Eles não fazem parte da nossa família e nem são nossos amigos.

Jacob estava mais calmo, pois Anne estava abraçada a sua cintura, o acalmando.

–Sorte sua que Sam pensa do mesmo modo, Anne vamos a praia?

Anne olhou pra mim por um momento e a encorajei com os olhos, Jacob precisava relaxar.

–Tá, mas antes tenho que passar em casa.

– Você vem comigo?- perguntou oferecendo-lhe o capacete

–Vou.

Anne colocou o capacete e eles se foram.


avatar
Lah Salvatore
Escritor(a) Criativo(a)

Mensagens : 217
Popularidade : 1
Data de inscrição : 20/03/2013
Idade : 20
Localização : Brusque - SC
Respeito às regras : Nenhuma advertência. Após 04 advertências, o usuário será banido.

Escritor especialista em Romance

Ver perfil do usuário http://amorantesdetudo.blogspot.com.br/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gostou? Então compartilhe: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

Nem Sempre É Como Queremos - Capítulo 21 - Amigos Mudam :: Comentários

Nenhum comentário.
 

Nem Sempre É Como Queremos - Capítulo 21 - Amigos Mudam

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 

Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: ::::::::: PUBLICAÇÃO DE FANFICS [CATEGORIAS] ::::::::: :: FILMES-

Site melhor visualizado e operado no Mozilla Firefox ou Google Chrome.
No Internet Explorer você não conseguirá usar muitos recursos especiais.