Digite o nome do autor do mesmo jeito que aparece no perfil. Será mostrado tudo que o autor participa.


Icon Icon Icon Icon




A Devil For Me. - Capítulo Mais um dia de trabalho. [+16] por sakymichaelis Ter 29 Out 2013 - 19:57



Cavaleiros do zodíaco-batalha final - Capítulo Prólogo [+13] por VITOR/OTAKU 305 Sab 26 Out 2013 - 17:51



Mid - Demons - Capítulo Prólogo [+16] por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:48



[Me candidato à Beta Reader] Lara_  por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:32



[Me candidato à Beta Reader] Aline Carvalho  por Aline Carvalho Qui 24 Out 2013 - 17:39



Ver tudo





Nós estamos no ar desde
Sab 16 Mar 2013 - 11:57!


Capítulos postados: 479

Comentários postados: 973

Usuários registrados: 491



O último usuário registrado foi:
sayuri234

Parceiros




Compartilhe | 
 

 Beuty and Beast Capítulo 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
MensagemAutor
02052013
MensagemBeuty and Beast Capítulo 2



Mystic Falls, esse é o meu rumo, agora, essa cidade trará a verdade sobre a morte de minha mãe, encontrarei o que tanto procuro, as perguntas sem respostas terão respostas e se depender de mim será logo.


Passava das 21:00 hrs, olhei na direção de uma placa que indicava o meu novo lar, dizia "Bem-Vindo à Mystic Falls, Virginia. "Minha breve distração de segundos acabou quase me custando a vida, na minha frente estava uma pessoa, pelo tamanho e a largura dos ombros um homem, em pé e de costas para o carro.

O primeiro pensamento que tive foi desviar o carro ou pisar no freio, estava muito perto ,o carro deu um giro de uma volta quase inteira, atropelei ele, fazendo-o voar por cima do meu carro, e só me sentia rodando, a sensação foi igual a bater em um poste, e não em um corpo.

O momento que precisei para perceber que estava capotando, foi o mesmo que eu vi o carro rolando floresta abaixo e indo na estrada que tinha atrás daquele bosque pequeno, virei, virei e virei, parei com as quatro rodas para cima.

Olhei para o meu lado esquerdo e o vi deitado no chão, devagar ele começou a levantar ,me desesperei, ele não era humano, só podia ser o mesmo que mordeu meu pulso, lembranças da noite da morte de minha mãe me atingiram em total força.

Ele andava em passos calmos e lentos até mim, a lua era a mesma, lua cheia, mal iluminava, tentei gritar, não encontrava a minha voz, mas quem iria me ajudar? Aqui só tinha eu e o monstro, abri e fechei a boca repetidas vezes, tentando gritar mesmo que ninguém ouvisse, em esperança de sair minha voz abri a última vez e nada.

Parou ao meu lado, não via seu rosto, fechei os meus olhos, não senti nada, abri devagar e o que eu vi foi a pessoa mais linda que eu já tinhas visto ,era um anjo que veio me ajudar, meu anjo.

Seus cabelos eram negros como a noite escura, rosto todo num angulo perfeito e cada linha, sua boca, pareciam que eram desenhados ,e os olhos mais lindo que já vi. Os olhos eram de um azul profundo, hipnotizante ,parecia um mar, o mais belo e puro, onde eu mergulhava e me afogava na sua extensão.

–Você está bem?-perguntou o anjo de olhos azuis.

–E, eu não...não sei...-sussurrei gaguejando.

–Vou te tirar daqui. -disse.

Sua mão abriu o cinto e antes que meu corpo caísse no teto do carro, seus braços me rodearam e puxaram para fora.

–Consegue ficar de pé?-perguntou comigo em seu colo, assenti e devagar colocou meus pés no chão, sem me soltar. Minhas pernas fraquejaram, meu corpo amoleceu, seus braços me rodearam novamente, fechei os olhos e fui levada para escuridão.

(...)

“A figura grotesca da criatura ainda me perseguia, agora estava na estrada que chegava a Mistic Falls, ao longe minha mãe gritava: Corra Bella, Corra Bella...O sonho era o mesmo, a criatura era sempre a mesma, mas o lugar agora mudara...”

(***)

Acordei em algo macio, abri os olhos e pisquei algumas vezes até me acostumar com a luz, sentei, e olhei em volta era um quarto, um pouco escuro ,mas bonito. A porta abriu e o anjo apareceu.

–Bom dia. - falou, estava com uma bandeja na mão ,colocou na minha frente.

–Bom dia. -Respondi.

–Não sei o que você comia, então fiz de tudo um pouco. Pode comer. -a bandeja era muita comida só para mim.

–Quer me acompanhar?

–Tudo bem.

Comemos em silêncio, não sabia onde estava, se já estava em Mystic Falls, ou teria que ir até lá, quem era ele, o seu nome, iria agradece-lo e ir embora para Mystic Falls. Não poderia perder tempo.

–Err...qual é o seu nome?-perguntei.

–Desculpe, nem me apresentei. Sou Damon, Damon Salvatore. E você quem é?

–Sou Isabella Swan ,mas pode me chamar só de Bella.

–Claro, Bella.

–Onde eu estou?

–Esse é o meu quarto, e você estava na cidade de Mystic Falls.

–Ótimo! Bem ,obrigada pela comida ,mas eu já vou indo. -falei me levantando.

–Bella, você vai ficar em Mystic Falls?-perguntou se levantando também.

–Sim, meu novo trabalho é aqui.

–Você não pode ficar aqui. Aqui não é seguro. -falou sério.

–O que? Como? Eu sou uma detetive, vim atrabalho.

_Entenda Bella, esta cidade não é para você.

–Olha Damon, eu não vou embora, e quem é você para me dar este tipo de conselho? E além disto, sei me defender,

–Não parecia. -Sussurrou baixinho.

–Desculpa Damon, mas eu já vou indo, tenho que ver o que aconteceu com meu carro e minhas coisas. -Peguei minha bolsa, coloquei meu sapato e sai do quarto. Andei até o fim do corredor achei uma escada e desci, ia para a sala, avistei que um outro rapaz estava sentado em uma poltrona com um livro na mão, ele levantou seus olhos e me encarou com olhar de desaprovação, mas nada disse, voltou seus olhos ao livro, seus olhos lembravam os de Damon, deduzi que seriam parentes a semelhança era sutil mais bem visível.

Atravessei a sala, e sai da casa. A casa era bonita e moderna, mas com um certo estilo de século passado, ficava no meio da floresta, o jeito é ir correndo.

–Espera. -Alguém segurou meu braço e essa voz eu já conhecia.-Eu te levo para cidade e lá a gente procura um lugar para você ficar.

–Tá bem, vamos. -falei.

Damon caminhava a paços largos, o que me fazia quase correr, mas mantive o ritmo.

(...)

Fazia horas e horas que eu andava pela cidade com o Damon falando que não era para eu ficar aqui, que não era seguro, que não sabia me defender do que precisava, entre outras frases e coisas que não prestei a mínima atenção. Vi uma casa bonita, com dois andares, algo me dizia que naquela casa era a que eu deveria ficar.

Peguei em minha bolsa o papel em que anotei o endereço que uma amiga me forneceu de uma conhecida que morava em Mystic Falls.

–É ali .-falei para o Damon apontando a casa.

–Tudo bem. Eu já vou indo. -falou e virou as costas para ir embora. Andei até a casa, abri o portãozinho que tinha e toquei a campainha.

–Olá. -abriu uma mulher que deveria ter mais o menos 30 anos ,tinha cabelos ruivos, e olhos castanhos.

–Oi, eu sou Isabella Swan, a nova detetive. -falei,

–Ahh, sou Jenna Sommers.

–Eu estou procurando algum lugar para eu ficar ...

–Pode ficar aqui, a doutora Fell me ligou de Seattle e avisou que você viria, tem um quarto sobrando. Venha entre.

–Obrigado, entrei, ela observou que eu estava sem minhas malas.

_E suas coisas?

–Bem é uma longa história, terei de verificar isto, me envolvi em um acidente, e terei de ir a delegacia o mais breve possível.

Jenna me encaminhou ate o segundo andar, e me instalei em um dos quartos, a casa grande me deu a impressão de várias pessoas viverem lá.

_Você mora sozinha Jenna?

–Não, meus dois sobrinhos moram aqui, Elena e Jeremy, são adolescentes e já estão no colégio.

_Bem, eu preciso ir à delegacia, você pode me explicar como chegar lá?

–Venha eu te levo.

Jenna me deu carona ate a delegacia, e pude observar cada detalhe da cidade, entrei na delegacia a xerife estava agitada por conta de um acidente na estrada, provavelmente o meu acidente.

_Olá em que posso ajuda-la?

–Sou Isabella Swan, na verdade Detetive Swan.

Graças a deus, sou a xerife Forbes, estava preocupada achamos seu carro na estrada e começamos a s buscas, a muitos desaparecimentos ultimamente.

_Sei, é por isto que estou aqui.

Chegando ao local do acidente, peguei meus pertences no carro, o guincho retirou ele da estrada, e levaria ate uma oficina, ficaria a pé por um tempo.

_E o que aconteceu Bella? Dormiu ao volante?

_Não na verdade eu atropelei alguém ,mas ele não se machucou, ele levantou-se.

A xerife encarou o policial ao seu lado que fazia anotações, e o olhar era de alguém que sabia de algo mais, ela tentou desviar o assunto, o que me deixou perplexa, o meu objetivo nesta cidade era saber a verdade, e não esconde-la e começaria ali pelo meu próprio acidente.

_Bella, vejamos era noite talvez se confundiu?

_Não eu sei o que vi, e quando fui tirada do carro, desmaiei, mas lembro exatamente de tudo.

_Quem tirou você do carro?

_Damon.

_Damon? Nunca ouvi este nome na cidade.

_Ele mora afastado, em uma casa na floresta, ele me levou ate a cidade hoje.

_Querida não esta confundindo, quem mora na floresta é Stefan Salvatore, ele mora sozinho.

Pensei um pouco e deixei para lá, teria de saber tudo, pois sabia que estavam escondendo algo.

Voltamos a delegacia, e a xerife me mostrou minha nova mesa de trabalho, coloquei em cima meus papeis e pesquisas que sempre fiz referentes à morte de minha mãe, e as pesquisas das mortes e desaparecimentos misteriosos em Mystic falls.

Liguei o computador, digitei anova senha de acesso e comecei uma pesquisa, digitei Salvatore, a pagina abriu com informações dos fundadores de Mystic Falls, e mostrava várias famílias, inclusive a família Salvatore, ali tinha tudo sobre a história deles.

Imprimi para ler mais tarde, e voltei à pesquisa para as mortes e desaparecimentos, peguei o numero dos registros para pegar os arquivos e as autópsias.

Quando peguei as folhas da impressora onde continham as informações dos Salvatore e me deparei com os nomes dos filhos da primeira família fundadora, Stefan e Damon Salvatore, pensei que em uma família tradicional nomes podiam ser mantidos, mas uma foto de família me chamou atenção, eram figuras idênticas, não semelhantes, mas sim idênticas aos dois que acabara de ver pela manhã.

Peguei tudo e voltei para casa de Jenna, teria que me organizar, era muita coisa para assimilar, quando cheguei ao portão da casa um carro parou e deixou uma garota e um garoto.

_Tchau Bonnie, ate amanhã, espero meu carro estar pronto não aguento pegar carona.

A garota virou-se e me encarou.

_Olá, você deve ser a detetive que minha tia falou que viria?

_Sim, Sou Bella.

_Olá sou elena e este é Jeremy meu irmão.

_Prazer. – quando estávamos entrando um volvo prata passou em frente de casa e Jeremy encarou com reprovação. Deu para ver que o menino tinha cabelo cor de cobre, conhecia aquele cabelo de algum lugar.

_Metidos.

_Quem?- sorri com o comentário adolescente e olhei para o carro e de longe parecia conhecer o rapaz ao volante.

_Os Cullen, são uns metidos, ficam por ai desfilando com seus carros.

_Cullen?- lembrei de quando era jovem e morava em Forks a família Cullen que vivia lá, e algo em mim desconfiava que não era uma coincidência.- Conheci uma família Cullen em Forks a anos atrás, O Doutor da cidade era um Cullen.

_Deve ser de família então, aqui também o médico e legista da cidade é o Dr Cullen.

_Como é o nome dele?

_Carlisle Cullen, e aquele do volvo é seu filho Edward Cullen.

Não poderia ser, se passara 9 anos o Dr. Carlisle que conheci, também era médico legista e tinha um filho Edward e era adotivo, mas quando era jovem eles estavam no colegial, não poderia ser? Como estariam novamente no Colegial? Eles tinham que ser algo.

_Quantos filhos ele tem?

_Cinco. O do Volvo é o Edward, Alice, Jasper, Rosalie e Emmett.

Os mesmos nomes !Tinha alguma coisa, e iria descobrir. Meu nome é Isabella Marie Swan e não vai ser agora que vou perde-lo.

_Desculpe meninos tenho que voltar a delegacia.

Voltei correndo ate a delegacia, e peguei um arquivo sobre uma das mortes estranhas, e as semelhança na autópsia de minha mãe também foi assinada pelo Dr Cullen, observei e todas as autópsias eram assinadas por ele. Ele sabia de algo ,assim como a xerife, vou descobrir o que eles sabem, mas agora vou me conter em descobrir primeiro sobre você.Dr. Carlisle Cullen, minha investigação estava apenas começando.

E você é o primeiro que está na lista.

avatar
Tia Izis Costa
Escritor(a) em Evolução

Mensagens : 65
Popularidade : 0
Data de inscrição : 20/03/2013
Idade : 33
Localização : curitiba
Respeito às regras : Nenhuma advertência. Após 04 advertências, o usuário será banido.


Ver perfil do usuário http://fanficsdaizis.blogspot.com.br/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gostou? Então compartilhe: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

Beuty and Beast Capítulo 2 :: Comentários

Nenhum comentário.
 

Beuty and Beast Capítulo 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 

Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: ::::::::: PUBLICAÇÃO DE FANFICS [CATEGORIAS] ::::::::: :: CROSSOVER-

Site melhor visualizado e operado no Mozilla Firefox ou Google Chrome.
No Internet Explorer você não conseguirá usar muitos recursos especiais.