Digite o nome do autor do mesmo jeito que aparece no perfil. Será mostrado tudo que o autor participa.


Icon Icon Icon Icon




A Devil For Me. - Capítulo Mais um dia de trabalho. [+16] por sakymichaelis Ter 29 Out 2013 - 19:57



Cavaleiros do zodíaco-batalha final - Capítulo Prólogo [+13] por VITOR/OTAKU 305 Sab 26 Out 2013 - 17:51



Mid - Demons - Capítulo Prólogo [+16] por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:48



[Me candidato à Beta Reader] Lara_  por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:32



[Me candidato à Beta Reader] Aline Carvalho  por Aline Carvalho Qui 24 Out 2013 - 17:39



Ver tudo





Nós estamos no ar desde
Sab 16 Mar 2013 - 11:57!


Capítulos postados: 479

Comentários postados: 973

Usuários registrados: 491



O último usuário registrado foi:
sayuri234

Parceiros




Compartilhe | 
 

  A Missão - Minha Nessie - Capítulo 06 [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
MensagemAutor
29052013
Mensagem A Missão - Minha Nessie - Capítulo 06 [+16]

[img][/img]

Gêneros:
Ação, Romance,

Clique aqui para ver as Informações Iniciais:
 


Ao entrar me senti totalmente em casa, queria que aquele momento fosse diferente, que os dois soubessem que era eu ali, a Bella de antes, mas não, agora eu era Marie Stewart.




–Bom Marie, a única coisa que você vai ter que fazer é cuidar da minha pequena, espero que vocês se entendam...




Olhei para minha filha que sorria me olhando, olhei nos olhos dele por um breve instante, e ele parecia curioso.




–Você me lembra alguém...




–Deve ser impressão sua- engoli em seco.




–É, você tem razão, deve ser. Nessie, essa vai ser sua babá, você tem que se comportar com ela- falou se abaixando, para ficar no nível do rosto de Nessie.




–Ok papai, eu gostei dela-falou ao me olhar e sorrir, como se estivesse fazendo uma confissão ao pai.




–Bom, o papai vai sair um pouquinho, você ficará com ela até o papai voltar está ouvindo? E sem aprontar dessa vez.




–Ok papai, você vem rápido para ficar comigo?




–Claro filha, papai sempre volta.




–Mas a mamãe não voltou-falou fazendo biquinho e com os olhos cheios de lágrimas, meu peito apertou naquela hora, senti Edward olhar para mim, e ficar sem palavras. Como eu queria me abaixar ali com eles, abraça-los e dizer que estava tudo bem, que eu não tinha abandonado ela.




–Mas o papai volta, o papai promete.




–E você traz algo para mim?-perguntou com um sorriso travesso agora.




–Sim, o papai traz.




Ele levantou com meio sorriso e me olhou parada com uma bolça nas mãos.




–Nessie, leve a senhorita Marie ao quarto de hospedes e mostre a casa para ela- então falou para mim- Não deixe ela muito sozinha, ela precisa da atenção de alguém.




Assenti para ele, eu nunca mais a deixaria sozinha, eu cuidaria dela agora mais do que nunca.




Edward saiu de casa e Nessie ficou me olhando de soslaio.




–Você é muito parecida com uma pessoa muito especial para mim.




Meu coração saltitou ao ver seu sorriso, minha menina estava crescendo e já dava para ver o como ela era observadora.




–Que bom que sou parecida com alguém especial, assim sempre que você me ver vai lembrar dessa pessoa.




Ela sorriu mais ainda e veio em minha direção e pegou em minha mãe.




–Vem, vou te mostrar seu quarto!




Subi as escadas deixando ela me levar, chegando na porta em que era meu quarto eu abaixei os olhos e lembrei que Tânia deveria dormir na cama que foi minha.




–Quem dorme aqui Reneesme?




–Meu pai.




–Só o teu pai?




–Sim, minha mãe dormia com ele, mas ela morreu-vi a tristeza novamente em seus olhos, não queria ter causado isso de novo nela, me abaixei e a abracei, deixando minha bolça cair no chão, eu tinha que me lembrar de não tocar nesse assunto perto dela.




–Sua mãe deve estar cuidando de você, de onde ela está querida...




–Acho que ela mandou um anjo pra me cuidar- falou enxugando uma lágrima.




–É mesmo?




–Sim-ela sorriu mostrando os dentinhos- ela me enviou você.




Sorri e a apertei mais ainda, logo me levantei e peguei a bolça do chão e seguimos em direção ao quarto de hospedes, que ficava de frente para o de Nessie.




–Aqui é meu quarto-falou mostrando o quarto com porta rosa bebê- e aqui é o seu- abriu o quarto de hospedes.




Após deixar minha bolça no quarto fomos as duas para o quarto de Nessie, ela queria brincar de boneca. Lembrei-me de quando eu e Nessie brincávamos no seu quarto ela sempre pegava a barbie loira e eu a morena, ela adorava brincar e que alguém prestasse atenção nela.




Eu peguei a boneca morena e me sentei no tapete lilás no qual sempre ela sempre brincava.




–Essa boneca é da minha mãe!




–Ah- larguei a boneca no chão, procurando por outra.




–Mas você pode brincar com ela, eu deixo.




–Obrigada-sorri ao ver o como minha filha era uma criança educada- como está a escola Nessie?




Ela me olhou com cara feia, mas logo sorriu de novo.




–Não é muito legal estudar...As professoras são chatas.




Nossa não pensei que ouviria isso, será que ela estava tendo problemas na escola?




–Elas são chatas? Como assim?




–Elas brigam quando eu não quero fazer atarefa ou quando eu brigo com alguém- falou e deu de ombros.




–Você briga com seus amiguinhos?




–Eu não tenho amigos, eles não gostam de mim e nem eu deles!




–Mas porque?-tanta coisa acontecendo com minha filha e eu em coma? Porque isso?




–Não sei, só não gosto deles.




Concordei e segui arrumando suas bonecas enquanto ela brincava.




–Mas você tem que fazer tarefa, e procurar amiguinhos que gostam de você, sei que tem alguém legal, não tem?




–Tem sim, tem uma menina que é legal, mas não converso com ela- fez uma carinha de preocupação olhando para a boneca loira e a jogo para um lado e pegou a morena que estava em minhas mãos.




–Você não gosta mais dessa porque?




–Ela é parecida com minha madrasta.




–Como é sua madrasta?




–Ela é loira, mas ela é feia, você é mais bonita que ela.




–Sorri vendo o como ela era sincera em relação a suas opiniões.




–Você gosta dela?-ela arregalou os olhos como se eu tivesse falando a maior besteira que ela já ouviu.




–Não, ela me chama de peste!




Quem aquela Denali pensa que é para chamar minha filha e peste?




–Por que ela te chamou de peste?




–Porque eu não deixei ela me pentear.




–E por que você não deixou?-eu queria saber tudo o que estava acontecendo ali.




–Por que ela puxa, meu pai não puxa, mas ela sim.




–Ela dorme aqui?-agora era meu ciúmes falando mais alto, foi difícil para eu aceitar que meu marido estava com outra mulher no meu lugar.




–Não, papai não a traz para dormir aqui.




Isso me deixou um pouco aliviada, saber que ela não dormia na cama que já foi minha era muito bom.




Passei o dia inteiro fazendo perguntas para Reneesme, brincando com ela, dando o máximo de carinho, sem ser muito suspeito, não queria estragar meu plano deixando alguém perceber que tinha algo de estranho, ou familiar, em mim.




Perto de umas seis horas Edward entrou no quarto de Reneesme, bem quando eu estava fazendo cócegas nela, essa que ria até ficar vermelha. Edward nos observou por um tempo então disse:




–Nessie, nós vamos comer fora, se arrume filha.




–Onde vamos pai?- perguntou pulando em cima de sua cama.




–Jantar em um restaurante.




–A Marie vai também?- perguntou me olhando travessa.




Não poderia sair com eles, o mínimo de tempo possível com ele seria melhor.




–Nessie eu tenho que ir para casa, em outra ocasião eu vou- sorri para ela que fez beicinho.




–Mas a ela vai papai?-perguntou com nojo.




–Reneesme, já falei para chama-la pelo nome, ela vai sim, ela é namorado do papai, então ela vai.




Doeu muito ouvir ele falar aquilo, mas eu tinha que aceitar, abaixei o rosto e fui até meu quarto, passando por Edward e o deixando a repreender Nessie por não gostar de Tânia.




Peguei minha bolça e me despedi de Nessie.




–Tchau Reneesme, amanhã estou de volta.




–Tchau Marie, você é muito legal!




Sorri para ela e olhei seria para ele.




–Tchau.




–Tchau, até amanhã Marie.




–Até - falei ao sair.




Desci as escadas e vi movimento atrás de mim, ao olhar para trás uma loira de olhos claros me observando ameaçadoramente.




–Quem é você?-perguntou descendo as escadas, sem tirar seus olhos de mim.




–Marie, a babá- a desafiei com meu olhar, ela estava se metendo com a família errada.




Ao chegar ao último degrau só a vi caindo no chão, sim ela caiu com seu salto alto e torceu o tornozelo.












avatar
Lah Salvatore
Escritor(a) Criativo(a)

Mensagens : 217
Popularidade : 1
Data de inscrição : 20/03/2013
Idade : 20
Localização : Brusque - SC
Respeito às regras : Nenhuma advertência. Após 04 advertências, o usuário será banido.

Escritor especialista em Romance

Ver perfil do usuário http://amorantesdetudo.blogspot.com.br/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gostou? Então compartilhe: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

A Missão - Minha Nessie - Capítulo 06 [+16] :: Comentários

Nenhum comentário.
 

A Missão - Minha Nessie - Capítulo 06 [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 

Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: ::::::::: PUBLICAÇÃO DE FANFICS [CATEGORIAS] ::::::::: :: FILMES-

Site melhor visualizado e operado no Mozilla Firefox ou Google Chrome.
No Internet Explorer você não conseguirá usar muitos recursos especiais.