Digite o nome do autor do mesmo jeito que aparece no perfil. Será mostrado tudo que o autor participa.


Icon Icon Icon Icon




A Devil For Me. - Capítulo Mais um dia de trabalho. [+16] por sakymichaelis Ter 29 Out 2013 - 19:57



Cavaleiros do zodíaco-batalha final - Capítulo Prólogo [+13] por VITOR/OTAKU 305 Sab 26 Out 2013 - 17:51



Mid - Demons - Capítulo Prólogo [+16] por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:48



[Me candidato à Beta Reader] Lara_  por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:32



[Me candidato à Beta Reader] Aline Carvalho  por Aline Carvalho Qui 24 Out 2013 - 17:39



Ver tudo





Nós estamos no ar desde
Sab 16 Mar 2013 - 11:57!


Capítulos postados: 479

Comentários postados: 973

Usuários registrados: 491



O último usuário registrado foi:
sayuri234

Parceiros




Compartilhe | 
 

  Geleden Lives - Conversations And Disagreements - Capítulo 03 [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
MensagemAutor
29052013
Mensagem Geleden Lives - Conversations And Disagreements - Capítulo 03 [+16]

[img][/img]

Gêneros:
Romance, Drama,

Clique aqui para ver as Informações Iniciais:
 


PVD - ISABELLA SWAN: 
NOVA YORK-DEZEMBRO DE 2005 








A neve caia na cidade pela vista que tenho do jardim da minha casa, tudo está coberto por uma extensa camada de neve em todos os cantos de Marrathan, o brilho enchia a cidade já que estamos proximos do natal, parece que essa época do ano é a única que todas ás pessoas de Nova York deixam de ser menos frias e sem sentimentos, ficando mais alegres, as crianças brincando na neve fazendo bonecos de neve, decorando a frente de suas casas deixando-as iluminadas. Ainda não contei aos meus pais sobre o contrato vou esperar nós viajarmos para passarmos o ano novo em Paris e só contarei lá evitando muitos confrontos.
–Querida, venha seu pai está perguntando de você - avisou mamãe, aparecendo na porta do meu quarto enquanto eu olhava a piscina congelada, por conta do frio dava para patinar no gelo. Respire fundo olhando-a, eu já estava vestida preparada para o dia de ação de graças.
–Já estou indo mãe- respondi ela entrou no meu quarto e me olhou.
–Aconteceu alguma coisa, querida?-perguntou, mordi minha boca meio assustada com o que eu poderia dizer a ela que algo bom iria acontecer? Essa seria uma boa causa, não? Mas também algo ruim vai acontecer ficaremos separadas por cinco ou seis anos e não quero ficar longe de minha mãe.
–Não, mãe nada -respondi - Estou apenas com uma dor de cabeça, mas não tem nada de errado - comentei, ela sorriu olhando-me intensamente nos olhos.
–Não sei amor, parece distante da realidade na verdade - comentou me abraçando pelos ombros.
–Mãe, a senhora anda lendo muitos livros de ficção – disse fazendo careta eu odeio esse tipo de leitura já ela ama demais isso.
–Querida, não estou lendo mais ficção, mas se tem alguém que eu conheço como a palma das minhas mãos é você e o seu pai- comentou nos duas nos sentamos na cama- tem algo por trás desses olhos verdes mas não consigo identificar- eu mordi minha boca contar para a minha mãe não fara de mim uma pecadora em dia de ação de graça faria?
–Tem mãe tem algo sim –afirmei- Mas me prometa, que não vai falar nada para o papai por favor –supliquei a olhando.
– O que amor, diga –pediu, respirei fundo a olhando.
–Mãe me promete, por favor- pedi ela pegou minha mão.
–Eu prometo-respondeu olhando para mim.
–Eu recebi uma proposta na Elle-respondi a olhando- que é bem mas alta do que eu ganho aqui em Nova York se fomos pensar no pagamento em euros - respondi a olhando explicando calmamente.
– Sim o que tem essa proposta- ela me olhava atentamente nos olhos.
–Só que eu teria que morar em Londres, para poder seguir os ensaios- respondi olhando-a.
–Por quanto tempo?-perguntou.
– Até depois da faculdade-respondi ela respirou fundo me olhando nos olhos.
–Filha é muito tempo!-respondera, aquele olhar de mãe já sofrendo por antecipação.
–Não, mãe não é muito tempo-respondi a olhando- são apenas cinco anos –resmunguei.
–Cinco anos?-perguntou meio assustada com a minha resposta.
– Sim, cinco anos contando com a faculdade-afirmei, fazendo-a suspirar colocando as mãos nos meus cabelos.
–Muito tempo filha-respondera- Seu pai não vai concordar com isso, posso afirmar- dando certeza eu não sei se ele concordaria, mas que sei não será fácil disso eu tenho muita consciência.
–Não sei mãe, não quero que ele se zangue, mas seria uma ótima maneira de eu valorizar ás coisas que tenho-resmunguei- eu cresceria não só profissionalmente, mas, eu me sentiria, mas madura se pensar nessa chance de crescer pessoalmente-argumentei.
–Querida eu não tenho certeza, se isso é o melhor a ser feito- respondera olhando-me.
–Porque não?-perguntei- Não quero crescer nessa vida para sempre, não quero morar com vocês para sempre eu quero me libertar um pouco de ser a filha certinha, a princesa de ferro - afirmei olhando-a – não quero ser mais isso, quero crescer profissionalmente - respondi ela pegou minha mão.
–Entendo sua cede por liberdade querida-respondera olhando-me atentamente meus olhos- Mas por um lado, tem sua vida aqui em Nova York-respondeu- Aqui está tudo, seus amigos, sua familia,sua casa tudo!-respondeu- e lá o que tem lhe esperando?-perguntou.
–Minha carreira, como modelo e também minha carreira como promotora de justiça, minha faculdade meus anos dourados como você costumava dizer que foram seus anos em Harvard lembra-se?-perguntei olhando para ela.
–Querida eu sei que está planejando sua independência mas pense também pelo lado ruim-comentou- Se algo lhe acontecer estamos longe, não poderemos chegar a tempo de estar perto de você- resmungou olhando-me.
– Eu quero ter meus anos dourados, em Londres na faculdade que eu escolhi para fazer OS meus anos dourados-respondi- quero crescer lá profissionalmente falando e também no lado pessoal.- respondi olhando-a em seus olhos.
–Bella, eu não sei como seu pai vai reagir ele não vai aceitar- respondeu me deixando menos segura de tudo, me alertando maternalmente.
– Mãe, eu darei meu jeito-falei olhando-a- você sabe que eu conseguirei conquistar o papai mesmo ele resmungando, a senhora sabe disso- afirmei levantando-me abraçando-a.
– Tudo bem eu não vou falar mais nada Bella - falou- É que você não sabe como é difícil pensar em você longe dos meus braços- falou meio chorosa, vai começar a chantagem emocional.
– Mãe, você sabe perfeitamente qual é meu sonho-respondi- Sempre quis estudar em Oxford e não vou abrir mão disso-resmunguei ela me olhou respirando fundo depois beijou na testa.
– Tudo bem querida, eu não vou mas falar para não ir- respondeu- Pelo menos fique esse ano que é o ultimo ano aqui do colegial aqui em Nova York, porque depois da formatura eu vou estar mais conformada em te ver em Oxford longe de mim- pediu, respirei fundo, um ano passaria rápido.
– Tudo bem, mas só porque é meu ultimo ano aqui em Nova York depois de formada adeus Nova York- acabei cedendo quem não vai gostar nada disso é meu empresário mas tudo bem não vou voltar atrás.
– Vamos descer?-perguntou.
– Vamos-repondi- Mas antes- falei.
– O que querida?-perguntou.
–Eu te amo- abracei-a forte.
– Oh, minha querida eu também te amo muito- falou beijando meu rosto.




Ano novo:




– Bella vamos!- falou minha mãe me adiantando, droga odeio quando ela faz isso, ao decorrer dessa viagem eu falarei com meu pai sobre a faculdade e tudo, mas não contarei sobre a proposta darei um jeito de segurar por pelo menos um ano, e quando eu me mudar definitivamente para Londres por conta da universidade eu seguirei minha carreira lá.
– Já estou indo- falei descendo ás escadas atentamente para não cair eu estou de tênis mas do jeito que sou desligada, desci e nós entramos no carro.
–Essa viajem vai ser ótima- falou minha mãe animada eu não sei porque ela diz isso, não comentarei nada com ele ainda, apenas da universidade ele quer juntamente com minha mãe que eu estude em Harvard.
– Tudo que eu espero-resmunguei meus pais apenas me olharam, nós fomos para o aeroporto onde pagaríamos um voo em um jato particular, não sei mais o que é viajar em voos convencionais, acho que nunca viajei em voos convencionais na vida.
– Senhores eu desejo a todos uma boa viajem- falou o piloto, coloquei o sinto reclinei a poltrona cobri-me com uma manta grossa e optei por fechar meus olhos, tomando meu remédio para dormir coloquei os fones de ouvido e me deixei levar pela musica, quando acordei meu pai mexia no computador e minha mãe dormia.
–Hey, aonde estamos?-perguntei confusa meio sonolenta.
–Acabamos de fazer uma escala no Reino Unido e agora estamos seguindo para Paris-respondeu meu pai olhando-me.
–Nossa eu dormi muito então- resmunguei bocejando de preguiça.
–Sim voce dormiu muito bem-respodeu- Não está com fome?-perguntara.
–Um pouco-respondi apertando o botão na cadeira chamando a comissária.
–Senhorita Swan, em que posso ajuda-la?-perguntou gentilmente.
–Quero um sanduiche, pode ser de qualquer coisa estou faminta!- respondi ela apenas concordou com a cabeça e saiu, tirei o sinto indo pra perto do meu pai que mexia no computador.
– Pai, para de trabalhar só um pouco-pedi fazendo-o me olhar.
– E porque eu faria isso?-perguntou respirei fundo.
– Queria conversar com você-pedi suspirando, encarando-me fechou o computador.
– Tudo bem, sou todo ouvidos- respondeu, respirei fundo olhando-o.
– Sobre a faculdade- respondi.
– Você vai para Harvard não?-perguntou, mordi minha boca.
–Não- respondi, seu olhar mudou, ficando completamente frio.
–Não? Como assim não?-perguntou.
– Eu não quero ir para Harvard- respondi.
– Não e quer estudar onde?-perguntou- Stanford? UCLA?-perguntou só faculdades grandes dos Estados Unidos.
– Em nenhuma delas-respondi ele arquitetou a sobrancelha.
–Está me dizendo que não vai fazer faculdade?-perguntou seu tom de voz era sombrio.
– Sim eu vou, só não nos Estados Unidos-respondi ele me olhou no fundo dos meus olhos.
– Qual universidade?-perguntou.
–Oxford-respondi.
–Filha, Oxford?-perguntou com certo deboche- tem certeza?-perguntou.
– Tenho, mas queria saber sua opinião sobre isso-comentei.
– Por mim Você estaria no meio das famílias mas bem influentes de Nova York dos Estados Unidos inteiro- respondeu- estudaria em Harvard, aonde estaria com gente do seu nível!- afirmou zangado.
–Senhorita Swan- falou a comissária deixando meu sanduiche na mesa de madeira que meu pai mexia naquela droga de computador, pelo menos ele parou de mexer para conversar comigo.
– Obrigada- ela apenas acenou positivamente com a cabeça e se retirou.
– Oxford, não!-respondeu.
– E porque não?-perguntei- Acho injusto vocês falarem assim praticamente mandando-me ir para Harvard-resmunguei.
–Exatamente, se mandasse você iria não sairia de Nova York, seu lugar é nos Estados Unidos conforme-se com isso- esbravejou encolhi-me com nó na garganta.
– Não, não vou me conformar quero ir para Oxford-respondi- Você e a mamãe vivem falando dos anos dourados que tiveram na faculdade, na faculdade que vocês entraram por vontade própria agora EU não posso escolher a minha faculdade?- perguntei- Onde quero ter as minhas histórias! Isso não é injusto pai? - perguntei, ele não respondeu ficou mudo.
Isso era um ótimo sinal, quando meu pai se cala é porque ele esta cogitando possibilidades, olhava-me atentamente os olhos nos olhos, prestando atenção no meu olhar querendo encontrar algo, algum tipo de duvida mantive-se olhando para ele.
– Não prometo nada, mas irei pensar sobre essa sua historia de Oxford - falou respirando profundamente.








avatar
Lah Salvatore
Escritor(a) Criativo(a)

Mensagens : 217
Popularidade : 1
Data de inscrição : 20/03/2013
Idade : 20
Localização : Brusque - SC
Respeito às regras : Nenhuma advertência. Após 04 advertências, o usuário será banido.

Escritor especialista em Romance

Ver perfil do usuário http://amorantesdetudo.blogspot.com.br/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gostou? Então compartilhe: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

Geleden Lives - Conversations And Disagreements - Capítulo 03 [+16] :: Comentários

Nenhum comentário.
 

Geleden Lives - Conversations And Disagreements - Capítulo 03 [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 

Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: ::::::::: PUBLICAÇÃO DE FANFICS [CATEGORIAS] ::::::::: :: FILMES-

Site melhor visualizado e operado no Mozilla Firefox ou Google Chrome.
No Internet Explorer você não conseguirá usar muitos recursos especiais.