Digite o nome do autor do mesmo jeito que aparece no perfil. Será mostrado tudo que o autor participa.


Icon Icon Icon Icon




A Devil For Me. - Capítulo Mais um dia de trabalho. [+16] por sakymichaelis Ter 29 Out 2013 - 19:57



Cavaleiros do zodíaco-batalha final - Capítulo Prólogo [+13] por VITOR/OTAKU 305 Sab 26 Out 2013 - 17:51



Mid - Demons - Capítulo Prólogo [+16] por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:48



[Me candidato à Beta Reader] Lara_  por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:32



[Me candidato à Beta Reader] Aline Carvalho  por Aline Carvalho Qui 24 Out 2013 - 17:39



Ver tudo





Nós estamos no ar desde
Sab 16 Mar 2013 - 11:57!


Capítulos postados: 479

Comentários postados: 973

Usuários registrados: 491



O último usuário registrado foi:
sayuri234

Parceiros




Compartilhe | 
 

  Petter The Hunter - Capítulo 4 [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
MensagemAutor
13062013
Mensagem Petter The Hunter - Capítulo 4 [+16]



Tema:
Supernatural

Gêneros:
Ação, Aventura, Suspense, Fantasia, Mistério,

Clique aqui para ver as Informações Iniciais:
 



Alguns dias depois do telefonema, ainda não tínhamos nenhuma noticia da minha irmã, mas nós não podíamos ficar parados, eu sabia disso, mas estava muito triste para trabalhar.




– Petter, acho que tenho um caso para nós. – Eu olhei pra ele desanimado. – É o seguinte, eu quero achar sua irmã também, sem como é difícil perder alguém da família, mas ficar parado aqui não vai adiantar nada. – Ele estava certo.




– Ok… Fale-me sobre o caso. – Disse me levantando e pegando um refrigerante.




– Então… Em Edmond – Oklahoma, cinco pessoas morreram nessa semana de formas que ninguém consegue explicar. – Normal, se as pessoas pudessem explicar, não seria um caso.




– Como eles morrerão? – Pergunto querendo saber mais sobre o caso.




– Gregory Darlan começou a cuspir sangue da boca do nada, na autópsia foram achados centenas de pregos no estômago dele. Mia Cruze morreu por infecção, acharam muitas larvas dentro dela. Trave McCoy morreu porque inalou muita fumaça, foi encontrado no carro. Adrien Hampton morreu de “ataque cardíaco”, mas na autópsia viram que o coração dele estava murcho. – Não entendi o que ele quis dizer com “murcho”.




– Como assim “murcho”? – Perguntei.




– Ele estava da grossura da minha mão mais ou menos. – Eu entendi o que ele quis dizer dessa vez. – E o Gerry Sandler, está filmando um vídeo, mas na outra manhã apareceu enforcado, com a corda presa ao ventilador de teto. – Realmente, muito estranhas as mortes.




– Espera, se ele estava gravando, provavelmente deve ter alguma coisa no vídeo.




– Ai é que fica engraçado, quando ele sai da visão da câmera, ela começa a reproduzir estática. – Pensei um pouco, mas não consegui descobrir nada, então decidi que era melhor dar uma olhada.




– Está bem vamos, isso com certeza é um caso. – Dei um gole no refrigerante.




– Ok, partiremos amanhã ao amanhecer. – Balancei a cabeça concordando e fui para o meu quarto.




Saímos muito cedo no outro dia, o sol mal tinha nascido e já estávamos na estrada. Quando chegamos lá, fomos direto falar com a namorada do Gregory.




– Olá Mrs. Darlan, eu sou o agente Victor e esse é meu parceiro Becky – Falei e nós mostramos os falsos distintivos.




– O que vocês querem? – Falou ela depois de olhar bem os distintivos.




– Queremos fazer algumas perguntas sobre o Gregory. – Ela fez um gesto para nós entrarmos. – Com licença.




– O que vocês querem saber? – Perguntou ela pedindo para nós nos sentarmos.




– O que os policiais disseram que matou o seu marido? – Perguntou Harry com cautela.




– Eles disseram que meu marido engoliu todos aqueles pregos, mas eu duvido que ele tenha feito isso. – Eu vejo uma lagrima caindo do seu olho, mas preciso saber mais sobre o caso.




– Por que você duvida? – Pergunto intereçado.




– Por que ele sempre estava feliz, sempre me falava o quanto feliz estava. Ele tinha acabado de ganhar uma promoção, ele não teria motivo pra se matar. – Ela está certa, ele não teria motivo para fazer isso.




– Então você acha que algo o matou? – Pergunta Harry mesmo sabendo a resposta.




– Na verdade, não sei o que pensar. – Eu senti pena dela, estava devastada, devia amar muito ele.




– Você sabe se alguém teria motivo para machucar ele? – Pergunto querendo achar um suspeito para o feito.




– Não, todo mundo gos… Espera, tem uma pessoa. – Fico impressionado de ela saber de alguém.




– Quem? – Falamos eu e Harry ao mesmo tempo.




– Uma mulher que estava no cargo do Gregory antes dele. – O marido dela era engenheiro. – Ela foi demitida e depois o Gregory começou a trabalhar na empresa, ela botou na cabeça que foi culpa dele, e prometeu vingança. – Ela poderia ser exatamente quem nós estávamos procurando.




– Você sabe o nome dela? – Esperava que ela dissesse não, mas para minha surpresa, ela sabia de novo.




– Abigail Olsen. Eu sempre achei que ela estava só falando de boca pra fora, vocês acham que ela pode ter feito isso a ele?




– Não sabemos, mas ela pode ter feito. – Nós nos levantamos e nos dirigimos a porta. – Obrigado pela atenção Mrs. Darlan. – Ela acena com a cabeça e nós saímos.




Depois disso fomos para cena do crime, procuramos e não achamos nada, até que… o Harry encontrou um Hexbag (Saco de bruxas, que elas usam para marcar suas vitimas.). Então sabemos que foi uma bruxa.




Fomos à casa da Abigail de noite, quando ela não estava, entramos e procuramos varias coisas para magia negra, mas não achamos nada. Então fomos até as casas dos parentes das outras vitimas, nós percebemos uma coisa, de alguma forma, todos estavam ligados a Gregory, então fomos às cenas dos crimes, e todos tinha um Hexbag. Sabíamos o que tinha sido e que estava ligado ao Gregory de alguma forma. Então voltamos a casa da Mrs. Darlan para falar com ela.




Estávamos batendo na porta e ninguém atendia, íamos embora, só que eu reconheci uma planta que estava perto da janela, ela era usada para fazer os Hexbag das bruchas. Então entramos na casa lá achamos todo tipo de coisa, eu e Harry decidimos nos separar, eu estava procurando algo que pudesse nos ajudar a derrota-la, de repente ela me ataca, consegue arranhar o meu braço com uma faca, eu me viro, ela me acerta com um soco, eu miro e atiro com a arma, ela cai no chão. Eu só por precaução arranco a cabeça dela. Eu vou procurar o Harry.




– Harry? – Grito , estava muito aflito, pois é difícil ele não responder.




– Petter, aqui. – Ouço a voz dele bem fraca. Ele está sangrando a bruxa enfiou uma faca em seu estomago, tento me mexer pra chamar ajuda, mas ele me segura. – Já estava na hora garoto. Só faça uma coisa. – Ele me entrega um papel dobrado. – Faça o que isso está mandando, e lembre-se do que me prometeu. – Eu lembro que prometi pra você que iria continuar caçando, mesmo depois da sua morte.




Ele faz um sinal para eu ir embora, e eu vou. Quando chego ao hotel, desdobro o papel, abro e leio.




“Procure por Bobby Singer, e diga que Harry, pediu para ele lhe “apresentar” aos Winchesters”.





avatar
Eduardo Victor


Mensagens : 8
Popularidade : 0
Data de inscrição : 11/06/2013
Idade : 20
Localização : Recife - PE
Respeito às regras : Nenhuma advertência. Após 04 advertências, o usuário será banido.

Escritor especialista em Ação

Ver perfil do usuário http://sedut0r.tumblr.com/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gostou? Então compartilhe: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

Petter The Hunter - Capítulo 4 [+16] :: Comentários

Nenhum comentário.
 

Petter The Hunter - Capítulo 4 [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 

Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: ::::::::: PUBLICAÇÃO DE FANFICS [CATEGORIAS] ::::::::: :: SERIADOS / NOVELAS-

Site melhor visualizado e operado no Mozilla Firefox ou Google Chrome.
No Internet Explorer você não conseguirá usar muitos recursos especiais.