Digite o nome do autor do mesmo jeito que aparece no perfil. Será mostrado tudo que o autor participa.


Icon Icon Icon Icon




A Devil For Me. - Capítulo Mais um dia de trabalho. [+16] por sakymichaelis Ter 29 Out 2013 - 19:57



Cavaleiros do zodíaco-batalha final - Capítulo Prólogo [+13] por VITOR/OTAKU 305 Sab 26 Out 2013 - 17:51



Mid - Demons - Capítulo Prólogo [+16] por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:48



[Me candidato à Beta Reader] Lara_  por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:32



[Me candidato à Beta Reader] Aline Carvalho  por Aline Carvalho Qui 24 Out 2013 - 17:39



Ver tudo





Nós estamos no ar desde
Sab 16 Mar 2013 - 11:57!


Capítulos postados: 479

Comentários postados: 973

Usuários registrados: 491



O último usuário registrado foi:
sayuri234

Parceiros




Compartilhe | 
 

  The Biggest Adventure - Capítulo 01 - A Descoberta [+13]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
MensagemAutor
16062013
Mensagem The Biggest Adventure - Capítulo 01 - A Descoberta [+13]





Tema:
Percy Jackson

Gêneros:
Furry, Death Fic, Aventura, Universo Alternativo,

Clique aqui para ver as Informações Iniciais:
 



Isabel P.O.V’s - 5 anos depois...

"Maldito seja quem inventou o despertador, que saco! Bem... Agora que eu tô acordada, vou fazer minha higiene e me trocar".
Desci, fui em direção a geladeira e no telefone estava indicando um recado de minha tia, é eu moro com a minha tia e não com a minha mãe, minha mãe morreu quando eu tinha 10 anos de idade. No começo, eu chorei muito, mas aí eu percebi que chorar não iria trazê-la de volta, então eu me conformei e vim morar com minha tia Carla, mas voltando ao recado na secretária: "Meu amor, eu fiz panquecas antes de sair e volto depois de você ir ao colégio, beijos” Como ela é amável comigo! Fez panquecas para mim... Como eu a amo haha.
Quando eu tinha acabado de comer, meu celular tocou, olhei no visor e na hora eu soube que era a Clery. Como eu soube? Quando ela liga para mim, aparece uma foto nossa fazendo 
biquinho para a câmera:

- Cadê você? - Ela me perguntou toda afobada.

- Eu já tô indo, espera! - nessa hora, ela desligou na minha cara, aquela cretina! Eu ia buscá-la para irmos ao colégio juntas.
Quando estava chegando perto de sua casa, consegui ver a Clery sentada na escada que tem na frente da casa dela, quando me viu ela levantou e veio correndo até mim.
***
A aula de hoje foi muito chata e agora aquela Solange quer falar comigo e com a Clery, possivelmente por não conseguirmos ler na sua aula, , mas quantas vezes vou ter que falar para essa mulher que nós temos dislexia?
Bem, nós estávamos sentadas na sala dela esperando a mesma chegar. Quando chegou, ela trancou a porta, eu achei isso um pouco estranho, mas deixei passar. Ela sorria diabolicamente para nós, e do nada começou a nascer uma cauda de cobra onde eram suas pernas e a surgir uma armadura de ouro onde eram suas roupas e ela ficava maior a cada instante até ter a forma metade cobra e metade mulher, o nome era Equidna, o Sr. Brunner havia nos falado dela, , mas o que eu não entendo o que uma Equidna estava fazendo no meu colégio.
Enquanto eu estava pensando, a Equidna estava avançando em uma Clery paralisada, uma ideia louca passou pela minha cabeça, mas poderia dar certo. Eu fui até sua mesa onde havia uma enorme régua de madeira, cortei um pedaço até ficar pontuda e avancei nas costas da Equidna e enfiei a régua em suas costas, mas ela não caiu, só deu um grito de horror e começou a lutar tentando me tirar de suas costas, até eu ouvir o barulho da porta abrindo.
O Sr. Brunner e Lucas entraram na sala, e nos olharam como se fosse a coisa mais normal do mundo duas alunas serem atacadas por um monstro, então Lucas pegou uma espada (WTF?) e enfiou na barriga do monstro enquanto minha professora de Inglês estava distraída, segundos depois eu estava de bruços no chão coberta de um pó dourado com os olhos arregalados.
Clery estava encolhida em um canto da sala embaixo de uma mesa. Lucas era um garoto muito estranho da nossa sala que andava com muletas e parecia mais do velho do era na realidade e o Sr. Brunner era nosso professor de história que andava de cadeira de rodas, ele era maneiro, tenho que admitir.

Clenery P.O.V's
"Que barulho irritante é esse? Ah! Meu despertador!" Levantei da cama e desliguei meu despertador. Eu sei, sacanagem o despertador estar do outro lado do quarto, mas se eu deixar ele do meu lado, eu soco a coisa e volto a dormir.
Às vezes Edgar brinca que eu tenho benção de Hipnos. "Haha! Muito engraçado, pai. Realmente!" Se ele é meu pai, por quê eu o chamo pelo nome? Porque eu tô **** com ele! Ele está fazendo plantão toda hora, mal para em casa e tenho que suportar a 'Shirlei'. Que mal olha na minha cara! Eu mal falo com meu pai...
O único motivo de mim ainda não ter fugido de casa é Fred. Fred é meu meio - irmão, que tem 5 anos. Não sei como um amor daqueles consegue ter uma mãe como Shirlei e Edgar como pai.
Fui para o banheiro (agradeço à Atena por ter um banheiro só para mim), peguei um balde, enchi de água (Clenery, por que você não é um pouquinho mais normal?), peguei um elástico na gaveta do armário, prendi meu cabelo, me ajoelhei e enfiei o rosto no balde. Esperei alguns segundos e tirei a cabeça do balde, peguei a toalha e sequei o rosto. Não desfiz o rabo-de-cavalo, desci as escadas o mais silenciosamente que pude, fui até a cozinha, comi um pão francês com requeijão e presunto (AMO! AMO! AMO!), bebi suco de maracujá (não, eu não bebo para me acalmar, eu bebo porque gosto) e subi novamente para meu quarto.
Olhei para o relógio e marcava 6:00. Aí você pensa: quem é a retardada que acorda 5:30 para estar 7:10 na escola? Eu te respondo... Eu! Tento sair de casa o mais cedo possível para não ter que dar de cara com a Shirlei ou com meu pai. Aliás, do jeito que meu pai é, já deve estar na clínica (ele é médico). Fui para o banheiro, novamente, esvaziei o balde no box, coloquei ele no armário debaixo da pia e escovei os dentes. Depois que escovei os dentes, eu desfiz o rabo de cavalo, guardei o elástico e fui me arrumando.

***

Saí de casa com a mochila em um ombro, o cabelo solto, as unhas pintadas de rosa desde a semana passada, colar de máquina fotográfica, uma maquiagem simples e meu look básico: calça jeans, camiseta e all star.
Eu nunca fui muito de chamar a atenção, sempre fui muito na minha, só converso com uma pessoa quando ela fala comigo. Olhei para o horário no iPhone e percebi que a Isabel ainda não tinha chegado, estava em frente da minha casa, aguardei mais alguns minutos olhando para os lados. Nervosa, mexi no meu cabelo, ajeitei meus óculos no rosto (eu uso óculos de grau. Eles tem a armação branca e com uma estrela de cada lado) e perdi a paciência, o que não é muito difícil, no meu caso. Peguei meu iPhone e disquei o número já tão familiar. Foram 2 toques até ela atender:
- Onde você está? - desatei a perguntar

- Eu já estou indo, espera! - ela respondeu, revirei os olhos e encerrei a chamada.
Sentei na escada em frente à porta de casa. Cantarolando uma música em espanhol enquanto batucava os dedos no meu joelho. Minutos depois ela chegou, levantei e corri para perto dela.
***
Estávamos na sala de aula, enquanto todos estavam saindo do colégio, o que me deixou mais nervosa. Solange é de longe minha professora favorita. E agora descubro que minha professora é uma Equidna. Eu simplesmente paralisei! Quando dei por mim estava debaixo da mesa da professora.
Assim que percebi, corei e voltei a me sentar na cadeira.
Eu não fiz droga nenhuma, enquanto Isabel tentou destruir ela! Agora eu estou cabisbaixa, olhando para o chão, completamente com raiva de mim mesma por ter deixado Isabel à própria sorte, sem agir. A única coisa que fiz foi ficar olhando feito uma idiota. Eu devia ter percebido que ela era um monstro, eu devia ter percebido! Isabel estava olhando pensativa para Sr. Brunner e Lucas.
Não precisava de confirmação para ter certeza: nós íamos para o 
acampamento meio - sangue.





avatar
Clenert
Escritor(a) Padrão

Mensagens : 13
Popularidade : 0
Data de inscrição : 15/06/2013
Idade : 22
Localização : Rio de Janeiro
Respeito às regras : Nenhuma advertência. Após 04 advertências, o usuário será banido.

Escritor especialista em Romance

Ver perfil do usuário http://www.twit7.blogspot.com
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gostou? Então compartilhe: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

The Biggest Adventure - Capítulo 01 - A Descoberta [+13] :: Comentários

Oh, meio papai do céu, rs. Amei! A única coisa que eu digo é reafirmar a mensagem anterior no outro post. Só um pouco de cuidado com as pontuações e ortografia, ok? ^^ Uma parte em específico é "
Quando eu tinha acabado de comer, meu celular tocou, olhei no visor e na hora eu soube que era a Clery." Em certas vezes, você pode substituir a vírgula e colocar a conjunção "e", pois a mesma dá a ideia de adição - não é a toa que se chama conjunção aditiva. É só um conselho. :)Não fique brava, ok? Todos estão aqui para ajudar uns aos outros. E eu achei muito bom! Vou continuar a acompanhar as demais histórias!

I'll be back ><' See you soon!
 

The Biggest Adventure - Capítulo 01 - A Descoberta [+13]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 

Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: ::::::::: PUBLICAÇÃO DE FANFICS [CATEGORIAS] ::::::::: :: LIVROS-

Site melhor visualizado e operado no Mozilla Firefox ou Google Chrome.
No Internet Explorer você não conseguirá usar muitos recursos especiais.