Digite o nome do autor do mesmo jeito que aparece no perfil. Será mostrado tudo que o autor participa.


Icon Icon Icon Icon




A Devil For Me. - Capítulo Mais um dia de trabalho. [+16] por sakymichaelis Ter 29 Out 2013 - 19:57



Cavaleiros do zodíaco-batalha final - Capítulo Prólogo [+13] por VITOR/OTAKU 305 Sab 26 Out 2013 - 17:51



Mid - Demons - Capítulo Prólogo [+16] por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:48



[Me candidato à Beta Reader] Lara_  por Lara_ Qui 24 Out 2013 - 18:32



[Me candidato à Beta Reader] Aline Carvalho  por Aline Carvalho Qui 24 Out 2013 - 17:39



Ver tudo





Nós estamos no ar desde
Sab 16 Mar 2013 - 11:57!


Capítulos postados: 479

Comentários postados: 973

Usuários registrados: 491



O último usuário registrado foi:
sayuri234

Parceiros




Compartilhe | 
 

  Não posso amar, não sei amar - Capítulo 5 Egoísta [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
MensagemAutor
23062013
Mensagem Não posso amar, não sei amar - Capítulo 5 Egoísta [+16]

Clique aqui para ver todos os capítulos desta história!

[img][/img]

Gêneros:
Amizade, Drama, Mistério, Romance,

Clique aqui para ver as Informações Iniciais:
 


Abri os olhos, enfim sábado, como é bom acordar sem despertador. Espreguicei, fui ao banheiro, coloquei um biquíni e um roupão por cima. Alex ainda estava dormindo, não iria acordar ninguém num sábado.
Fui para a área de lazer, lotada, é assim que posso descrever, deixei o roupão cair e pulei na piscina. Água muito gelada, meu Deus! Propus uma briga de galo, a galera gostou da ideia, fizeram os pares, para meu azar fiquei com Derek, derrubamos quase todos, até ele resolver fazer graça, mergulhou e me soltou, os vencedores foram Penny e Thomas. Sentei na beirada da piscina só com os pés dentro d’água, o sol havia dado uma trégua. Derek nadou até mim, sentou-se perto:
– Já está seca. – disse colando o corpo dele no meu.
– Estava, e agora estou com frio. – retruquei
Ele se levantou, pegou minha mão e puxou, disse que queria lanchar. Peguei o roupão, vesti e o acompanhei. No refeitório pedimos x-bacon e coca-cola, depois um sorvete, Derek todo palhaço lambrecou meu rosto com sorvete de morango. Jogamos basquete e tênis, sinceramente ele não era bom no tênis, já no basquete impressionante.
– Minha vez de mostrar um lugar, pode ser? – falei
– Pode ser.
O levei até a cobertura do CATS, os alunos não tem permissão para ir lá, mas sempre acho um jeito de burlar as regras. O sol estava se pondo, hora perfeita de se estar numa cobertura.
– É lindo aqui. – comentou admirado.
– Muito.
– Quem já veio aqui com você?
– Além de ti só Alex.
Não falara com ela hoje. Nem a vi na área de lazer, pelo menos não enquanto estava lá. Ficamos observando a perfeição da natureza. Encostei a cabeça no ombro de Derek que repousou o braço em volta de meu pescoço. Fechei os olhos por um instante, respirei fundo, meus lábios foram selados com um beijo, rápido, mas notável. Continuei de olhos fechados:
– Tenho que ir. – sussurrou
– Tudo bem.
Deitei, aí então criei coragem para abrir os olhos, meu celular vibrou; sms novo, dizia:
“Papai sofreu um acidente, está no hospital, vou visitá-lo, se quiser vir me encontre na entrada do CATS em cinco minutos.”
Guardei o celular no bolso, torço para que meu pai fique bem, mas não quero vê-lo, não o suporto. A única coisa que quero saber é como foi o acidente, coisa séria não deve ser, Josh mandou sms não ligou.
Desci da cobertura, queria ficar sozinha com meu violão. Abri a porta do quarto, apanhei o violão, puxei a cadeira da cômoda, sentei e comecei a tocar, depois de alguns minutos de intro:

“When the World says
It seems wrong
There's something about you
that makes me strong

You're like a song
And I know
My place is here, beside you

Before I met you
Nothing made sense
I didn't know what was the real love
But today, I can say
My world turns around yours

I can't explain, when you hug me
I feel secure, not afraid anymore
How can I understand? that you change
and make my life "upside down"
Together, we can have it all
I can't explain, when you hug me
I feel secure, not afraid anymore
How can I understand? that you change
and make my life "upside down"
Together, we can have it all…”


Fui interrompida pelo escancaro da porta, Alex entrou aos prantos, deitou na cama. Tinha certeza que fora obra do Mr. “Perfeição.” Larguei o violão, me aproximei dela:
– O que houve?
– Terminei com Andrew.
Peço perdão a Deus, mas fiquei muito feliz ao ouvir isso, egoísmo da minha parte, sei disso... Estava triste pelo estado em que ela ficara. Perguntar o porquê do término só iria piorar a situação, então me sentei perto, coloquei sua cabeça em meu colo, limpei as lágrimas que escorriam, afaguei-lhe os cabelos. A dor que estou sentindo por vê-la assim é inexplicável, se houvesse uma maneira transferiria toda essa mágoa, frustração ou o que for para mim, porém não há como fazê-lo. Ela soluçava de tanto chorar. Beijei-lhe a testa. A, por favor, não fica assim. O que eu faço? Estou quase para chorar junto. Sou ótima para ajudar não? Encostei a cabeça na parede e comecei a orar em silêncio, pedindo para que ela ficasse bem. Continuei os afagos até Alex adormecer, então levantei devagar e cuidadosamente posicionei sua cabeça no travesseiro. Quando curvei o corpo para deitar:
– Amy.
– Diga.
– Dorme aqui hoje. – murmurou
Seus olhos estavam repletos de lágrimas ainda, algo me diz que tenho que negar o pedido, mas como posso? Seria outra atitude egoísta da minha parte, e não posso ser egoísta, não hoje, não agora. Deitei ao seu lado e tentei dormir. Alex puxou meu braço, fazendo com que eu a abraçasse. Um sorriso apareceu no meu rosto, claro que ninguém ficaria sabendo disso. E é normal, estou feliz por estar ajudando, acho que estou ajudando, pelo menos.
– Vai ficar tudo bem. – sussurrei

avatar
Annie Moro
Escritor(a) Padrão

Mensagens : 13
Popularidade : 1
Data de inscrição : 21/06/2013
Idade : 33
Respeito às regras : Nenhuma advertência. Após 04 advertências, o usuário será banido.

Escritor especialista em Romance

Ver perfil do usuário
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gostou? Então compartilhe: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

Não posso amar, não sei amar - Capítulo 5 Egoísta [+16] :: Comentários

Nenhum comentário.
 

Não posso amar, não sei amar - Capítulo 5 Egoísta [+16]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 

Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: ::::::::: PUBLICAÇÃO DE FANFICS [CATEGORIAS] ::::::::: :: ORIGINAIS-

Site melhor visualizado e operado no Mozilla Firefox ou Google Chrome.
No Internet Explorer você não conseguirá usar muitos recursos especiais.